Karateca do Cartaxo recebido em ambiente de festa

Gabriel Paula foi recebido na Escola de Karaté Paula Matias, no Cartaxo, em ambiente de festa pelos treinadores, colegas e pais, depois de fazer história, no final da semana passada, ao conquistar a medalha de bronze – em Kumite Júnior – 55kg, no Campeonato Europeu, em Budapeste.

O atleta medalhado foi recebido com uma grande festa, esta terça-feira, 11 de fevereiro, na Escola de Karaté, pelos colegas, por quem “é muito mimado, por ser uma referência”. O antigo sonho de Gabriel em alcançar um pódio nos europeus tornou-se realidade e mereceu esta grande e festiva receção, onde também estiveram presentes alguns pais dos colegas do karaté, assim como o presidente da Câmara do Cartaxo Pedro Ribeiro e o vereador da área do Desporto, Pedro Nobre, e, claro está, o Jornal de Cá, para registar o momento.

Filho de treinadores de karaté – Paula Matias e Rui Paula –, Gabriel, desde cedo, se vê envolvido na modalidade, tendo começado a competir por volta dos seis anos e, apesar de não contar os troféus, já recebeu muitos, também em diversas outras modalidades que, ao longo da sua vida, foi praticando sempre com afinco.

Aos 17 anos, na sua terceira convocatória para representar a Seleção Nacional, Gabriel conquista um dos seus sonhos: ganhar uma medalha num Campeonato Europeu. “Foi o que aconteceu agora, com muito trabalho, e estou muito contente”, declara o atleta. Confessa que não ia nervoso para esta competição: “Ia confiante, porque todos os que estão convocados têm potencialidades para ganhar”. Ainda assim, revela ao Jornal de Cá que “nenhum combate foi fácil, foram todos sofridos e fui passando e apercebendo-me, cada vez mais, que estava mais próximo do objetivo. Antes da luta para o bronze é que me apercebi que estava quase”.

É “uma conquista muito positiva”, diz-nos o atleta, que não esconde as horas de treino e dedicação à modalidade, sem deixar de lado as saídas com os amigos e os estudos. “Os meus pais sempre me ensinaram que há tempo para tudo. Já há um ano e tal que treino todos os dias, com treinos específicos de karaté e também ginásio, mas sempre foi possível conciliar com os estudos”, tal como “sair com amigos”.

Mais artigos
1 De 162

Paula Matias, mãe e treinadora do atleta, fala do equilíbrio e do sentido de responsabilidade do Gabriel, referindo ainda que ele “tem uma personalidade muito forte”, mas lembra que por trás desta conquista há muito trabalho e que “para se chegar aqui é necessário muito espírito de sacrifício”. “Este terceiro lugar é extremamente difícil de alcançar”, continua a mãe/ treinadora, recordando que o Gabriel já esteve no mundial em Santiago do Chile e no europeu na Dinamarca, sendo este o terceiro campeonato consecutivo em que o jovem karateca foi convocado para representar a Seleção Nacional.

Agora, diz Gabriel, “é tentar manter e continuar a trabalhar para ser convocado outra vez”. A entrada, em breve, para a faculdade – pretende seguir gestão de empresas – não será motivo para deixar o karaté, mas está ciente de que “o desafio será maior”, mas vai “tentar manter o nível”.

Este é, sem dúvida, um feito que muito orgulha os cartaxeiros. “Sentimos muita felicidade pelo grande mérito do Gabriel e pelo percurso de muitos anos de dedicação e de grande empenho. É um jovem muito inspirador”, refere Pedro Ribeiro ao Jornal de Cá, adiantando que este prémio “é muito honroso para o Cartaxo. Temos muita confiança neste nosso atleta, que é um grande exemplo de cidadão para todos nós”. Também o vereador Pedro Nobre se mostrou feliz pela conquista do karateca que “nunca desistiu, nem deixou de trabalhar para atingir bons resultados. É um exemplo para todos nós”.

Pode gostar também
Comentários
Loading...