LabCartaxo 32 anos ao serviço da população do Cartaxo

No passado sábado, 26 de setembro, o LabCartaxo celebrou mais um aniversário. 32 anos de existência ao serviço da população do Cartaxo e suas freguesias, bem como em Azambuja (vila onde iniciou as suas funções em 1980. Atualmente, as instalações funcionam apenas como posto de colheita)

labcartaxo

Para assinalar a data, o LabCartaxo levou a sua equipa a passear de barco no rio Tejo. “É importante realizar algumas atividades com o grupo fora do ambiente de trabalho, para promover a união e boa disposição da equipa” refere a Drª Maria Adélia Machado, responsável pelo espaço.

Situado na Rua 5 de Outubro, bem no centro do Cartaxo, este local recebe antigos e novos clientes. Todo o trabalho no laboratório é realizado por profissionais de saúde e sempre acompanhados de perto pela especialista em análises clínicas, Drª Maria Adélia Machado.

Mais artigos
1 De 41

Desde o início deste ano que o LabCartaxo é uma empresa certificada pela SGS. “É um orgulho para nós sermos um laboratório certificado, uma vez que é mais uma forma de garantirmos a qualidade dos nossos resultados e mantermos a satisfação do utente, promovendo a melhoria contínua” salienta a filha da Drª Adélia, Ana Filipa Machado Heitor.

labcartaxo1

O LabCartaxo aposta na dinâmica e na variedade da oferta dos seus serviços. “Tentamos garantir que os nossos utentes estejam satisfeitos e por isso procuramos estar sempre actualizados e introduzir novas análises no nosso laboratório”, refere Ana Filipa.

Além do elevado número de análises à disposição dos utentes, o LabCartaxo aposta, igualmente, em parcerias. “Tentamos ir ao encontro do que o utente procura. Não só trabalhando com outros laboratórios especialistas noutras áreas, por exemplo genética, análise de águas, citologias, biópsias, etc, mas também permitindo aos utentes poderem utilizar os seus seguros de saúde para realizar as suas análises no nosso laboratório” assegura Ana Filipa.

O LabCartaxo tem, também, postos de colheita nos concelhos do Cartaxo e de Azambuja, “a maioria destes postos já existe há muitos anos. É importante levar os nossos serviços o mais perto possível para satisfazer a população”, diz a analista.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.