Magnisis celebra 25 anos rodeada de amigos

O evento da Magnisis teve por objetivo juntar o 'mundo' da empresa num final de tarde mais informal

1.348

A Magnisis assinalou no sábado, 14 de abril, 25 anos de vida, com um evento que reuniu empresa, clientes, fornecedores e parceiros no Ateneu Artístico Cartaxense.

O evento, que teve por objetivo juntar o ‘mundo’ da Magnisis num final de tarde mais informal, começou com um Wellcome Drink e visita ao Museu de Miniaturas de Arte e Ofícios do Ateneu, sempre ao som de boa música ao vivo, e que permitiu o convívio entre os participantes na iniciativa, prosseguindo, depois, com um pouco da história da Magnisis, apresentada por João e Luís Major, que ilustraram o início e desenvolvimento da empresa até aos dias de hoje. A título de curiosidade, João e Luís Major apresentaram a primeira fatura da Magnisis, fatura essa que foi passada a uma empresa que ainda hoje é cliente da empresa e que estava no evento, a Agrosport, que adquiriu papel para impressora e uma caixa de disquetes, “pela módica quantia, em dinheiros de hoje, de quase cem euros. Mas atenção, na altura levava-lhe a caixa de papel, punha na impressora, acertava o topo da página para que a impressão caísse exatamente nos campos”, brincou João Major. Mas também a  segunda venda a dinheiro, por exemplo, pertence a um cliente que ainda hoje acompanha a Magnisis, a Vítor & Santos.

Seguiram-se algumas palestras. A primeira, intitulada ‘O desafio digital para as nossas organizações’, ficou a cargo de Fernando Amorim, vice-presidente da Câmara do Cartaxo; Tiago Vilela, da PHC, falou sobre “PHC – Obrigações legais – RGPD e e-GAR”; o tema “Continuidade do Negócio, RGPD na segurança dos dados” ficou a cargo de Vasco Sousa, da StorageCraft; a Arsénio Gil, da Sysdev Mobile Computing coube falar sobre “Tecnologia aplicada à logística”; e Tiago Vilela, da PHC, voltou para falar sobre “ERP na Web”.

Seguiu-se um período de perguntas e respostas, aproveitado por muitos para dar os parabéns à Magnisis pelos seus 25 anos, mas sobretudo para felicitar a empresa pelo trabalho que vem desenvolvendo e que os faz continuar a serem clientes da empresa. Ana Domingos, administradora da GEPACK, uma das clientes da Magnisis há mais de dez anos, por exemplo, manifestou a sua confiança total na Magnisis.

Durante o jantar, que decorreu no ginásio principal do Ateneu, oportunidade para ouvir Délio Pereira, presidente da Junta de Freguesia da União de Freguesias do Cartaxo  e Vale da Pinta, que confessou que, ao longo do dia, tinha ficado a conhecer melhor a empresa. “De facto, eles têm crescido muito, mas a imagem que tem permanecido no Cartaxo é esta imagem de humildade, de não ostentação de riqueza e de grandeza. E ainda continuam nas mesmas instalações, praticamente, onde nasceram. E isso, para nós, é de facto uma honra hoje, estar aqui. Muito obrigado, a eles e a todos os seus colaboradores e parceiros, pelo trabalho que vêm desempenhando em nome da nossa terra, que tanto precisa de gente inovadora e corajosa para levar o nosso nome”.

Mais artigos
1 De 26

A Magnisis endereçou, igualmente, um  convite ao presidente do Município, Pedro Ribeiro, que acabou por não poder comparecer nesta festa por razões de saúde.

Antes do final do jantar, Luís Major agradeceu a cedência das instalações ao Ateneu Artístico Cartaxense, à PHC “que, obviamente, nos apoiou neste evento desde a primeira hora, e que incentiva os parceiros para que façam eventos e reúnam os clientes”, à Nexus, à CPCDI, à StorageCraft, à Mobil Scan e à Sysdev, patrocinadores que tornaram este evento possível. “Queria também deixar, em meu nome e do meu irmão, um especial agradecimento a toda a equipa Magnisis que, ao longo dos anos, tem feito um trabalho excecional junto dos nossos clientes e que se reflete hoje, aqui, neste convívio. Quero agradecer ao Miguel Major pelo empenho na execução de toda a imagem do material deste evento, para além da criação do logo dos 25 anos”, salientou. Luís Major agradeceu “às nossas famílias, inclusive, às famílias dos nossos colaboradores, pois muitas vezes não é fácil gerir o nosso trabalho com os nossos compromissos familiares”. A terminar, “quero agradecer a todos os nossos clientes a confiança depositada na Magnisis e, obviamente, por mais 25 anos”.

A festa, que contou com música ao vivo e com a atuação da Classe de ballet do Ateneu Artístico Cartaxense, terminou com todos os presentes a cantarem os parabéns à Magnisis pelos seus 25 anos de vida.

Durante o jantar, a Nexus e a Magnisis ofereceram ao Ateneu Artístico Cartaxense um computador e o software PHC, respetivamente. Luís Major explica que “nós sabemos que as coletividades, no Cartaxo, vivem hoje grandes dificuldades, fruto de não haver qualquer tipo de investimento nas coletividades há largos anos, por parte do poder local. Nós já temos sido parceiros do Ateneu em diversas áreas, e eu, sabendo do que se passa dentro daquelas portas, e sabendo que havia essa necessidade do setor administrativo, havendo necessidade de criar ali mais um posto de trabalho para tudo o que tem a ver com contas estar devidamente controlado e atualizado” decidiu desafiar a Nexus para fazer esta oferta, que a Nexus prontamente aceitou.

No final, Luís Major dizia ao Jornal de Cá que o evento “acabou por produzir aquilo que se pretendia, que era dar a conhecer a todos os nossos clientes a dimensão da Magnisis e as várias áreas em que nós atuamos, nós e os nossos clientes. E, além disso, o mais importante, que era confraternizar com os nossos clientes que, ao longo do ano, não é possível”.

Durante o jantar, João e Luís Major fizeram questão de ‘visitar’ as mesas dos convidados, e “eu acho que as pessoas estavam muito agradadas com o evento. A nível de organização, correu tudo muito bem”. Também os parceiros de negócio ficaram muito agradados com esta organização. A PHC, por exemplo, fez-se representar pela sua Diretora-Geral, Cláudia Raposo, pelo Diretor de Desenvolvimento, a área Comercial e a área de Marketing, “que estão habituadíssimos a este tipo de eventos, de maior ou menor dimensão, disseram-me que em nada o nosso evento ficou atrás de qualquer outro”.

A Magnisis caracteriza-se por ser uma empresa que cultiva a relação de proximidade com todos os clientes. Uma política que é para manter, garante Luís Major, porque “a chave do sucesso é haver uma confiança total dos  clientes na nossa casa, porque eles confiam em nós todos os seus segredos, vamos lá, ou seja, nós guardamos toda a informação deles e, como tal, tem de haver uma grande confiança de parte a parte”, finaliza.

Pode gostar também
Comentários
Loading...