Mais de 2 500 inscrições para compostores gratuitos nos primeiros dois meses

Mais de 2 500 munícipes dos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Coruche e Salvaterra de Magos já aderiram à campanha da Ecolezíria “Adote Um Compostor”, desde o dia 12 de abril, data de arranque da ação. As inscrições continuam abertas.

Esta iniciativa previa a distribuição gratuita de 7500 compostores para os residentes destes seis municípios que reunissem condições para efetuar a compostagem e as inscrições continuam abertas e podem ser feitas através do website da Ecolezíria em www.ecoleziria.pt, nas juntas de freguesia ou câmaras municipais.

Para poderem realizar a compostagem – um processo de transformação natural de resíduos orgânicos em fertilizante rico em nutrientes, as famílias interessadas na campanha têm obrigatoriamente que dispor de espaço exterior em casa num solo com terra, como um quintal, uma horta ou um jardim.

De acordo com o administrador executivo da Ecolezíria, Dionísio Mendes, “a campanha está a ter uma forte adesão e é notório o interesse e preocupação da população nesta prática simples de aproveitamento da matéria orgânica”, reforçando que, apesar da elevada procura, a Ecolezíria mantém “todo o interesse em receber mais inscrições para cumprir com o objetivo da entrega de todos os compostores afetos a este projeto”.

Esta iniciativa, cofinanciada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), visa incentivar a população a reaproveitar os resíduos orgânicos produzidos para fazer adubo natural. Cada compostor tem 310 litros de capacidade para transformar restos de alimentos e resíduos de espaços exteriores num produto orgânico rico em nutrientes para adubar a terra.

A ação faz parte de uma estratégia global da Ecolezíria, empresa intermunicipal para o tratamento de resíduos sólidos, nos municípios de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Coruche e Salvaterra de Magos, que dá o mote à campanha “A Rua é a Casa de Todos”, e que pretende assegurar o cumprimento das metas definidas pela União Europeia para a reutilização e a reciclagem de 55% dos resíduos urbanos em 2025 e 65% em 2030.

Ler
1 De 4

Outras fortes apostas deste projeto mais vasto, serão a compostagem comunitária, a implementação de projetos piloto de recolha de lixo porta a porta, a criação de mais e melhores pontos de recolha de resíduos urbanos bem como de resíduos recicláveis, a divulgação da recolha adequada de monos e monstros, como entulho de obras ou objetos domésticos como móveis, colchões, entre outros, por parte das autarquias, entre diversas outras ações que visam melhorar da qualidade de vida em todos os municípios da Ecolezíria.

Pode gostar também