Mais de 70 pessoas participam no Rally das Adegas

A iniciativa é organizada pela Associação Musical de Vila Chã de Ourique

Este sábado, 13 de janeiro, decorreu em Vila Chã de Ourique mais um Rally das Adegas, num dia cheio para os mais de setenta participantes que percorreram as ruas da vila para provar o vinho nas adegas ao som de música popular e fados, entre outras iniciativas de promoção à tradição vitivinícola da região.

A iniciativa, organizada pela Associação Musical de Vila Chã de Ourique (AMVCO), contou com 76 pessoas inscritas, muitas vindas de fora, que tiveram um dia em cheio. Logo pela manhã foram à Quinta da Fonte Bela e à Quinta das Varandas de Cima visitar a coudelaria Luís Sabino – visitas que “as pessoas gostaram bastante” – estando o almoço à espera no Pavilhão da Festa.

A partir daí, os participantes percorreram as ruas da vila, a pé e de caneca ao peito, ao som do acordeão, entrando pelas adegas para provar o vinho e ouvir cantar o fado. Ao todo, foram 15 produtores que abriram as portas das suas adegas para dar a provar o vinho novo e petiscos tradicionais, enquanto se ouvia cantar o fado. Chegada a hora de avançar para outro destino, soava a vuvuzela dando sinal de abalada e lá seguiam as dezenas de convivas para uma próxima paragem. Uma delas acabou por ser no Largo da Memória, junto ao Monumento da Batalha de Ourique, para registar o momento com uma fotografia de grupo.

A acompanhar, como é hábito, F’cisco Má Liunga (Vasco Casimiro) e Zé Finezas (José Silva) seguiam os convivas de pasteleira, com várias rábulas que ajudaram à paródia do dia. Mas, por um pequeno instante, o Jornal de Cá conseguiu chegar à fala com Vasco Casimiro, enquanto presidente da Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique, que saudou a “excelente organização” deste evento que preserva “a tradição de ir às adegas e provar o vinho”. Encontrámos um presidente feliz, para quem “é salutar ver os jovens a aderir a estas iniciativas”.

Depois de visitadas todas as adegas, os participantes voltaram ao Pavilhão da Festa para jantar e continuar a animação, com comes e bebes, fados e bailarico. Segundo Mauro Silva, da AMVCO, à noite as portas abriram-se à população.

Ler
1 De 75

E foi à noite que se conheceram os vencedores do peddy-paper – durante o percurso os participantes tinham de ir respondendo às questões de um inquérito elaborado pela organização, envolvendo todos os envolvidos nesta iniciativa –, cujos três primeiros lugares receberam garrafas de vinho, oferta da Adega do Cartaxo, Quinta da Fonte Bela e Quinta da Amoreira.

Ainda segundo Mauro Silva, que conta com mais seis pessoas na organização, nesta iniciativa “estão quase cem pessoas envolvidas”, entre os “76 inscritos, mais 15 produtores, mais a organização…”. Para o ano há mais.

Pode gostar também