Microalgas produzem biodiesel

Cultivadas no mar ou em pequenos tanques, as microalgas podem ajudar a salvar o planeta, produzindo biodiesel

As microalgas tęm um grande potencial enquanto matéria-prima para a produção de biodiesel. Quando cultivadas para esse fim, é possível rentabilizar ao máximo uma substância precursora do biodiesel. E a boa notícia é que a manipulação do cultivo das microalgas năo é prejudicial para o ambiente.

Porque as microalgas são vegetais unicelulares que não usam água doce, podem ser cultivadas em tanques flutuantes no mar, usando nutrientes das fontes oceânicas.

As principais vantagens do uso de microalgas como matéria-prima para a produção de biodiesel passam pelo facto de gastar pouca, visto que se encontram no seu habitat, apesar de suspensas. Os cultivos podem fazer-se em qualquer lugar, sem prejudicar o solo agrícola, e sem ocupar muito espaço. Estima-se que os cultivos em massa de microalgas produzam 200 a 300 vezes mais óleo vegetal do que a maioria das oleaginosas, numa área cem vezes menor. O espaço para cultivos em massa é ainda mais vantajoso se for feito no mar.

Outra grande vantagem das microalgas está no facto de serem mais eficientes a fixar o carbono através da fotossíntese do que outras culturas oleaginosas. Ainda segundo os especialistas, a natureza unicelular assegura uma biomassa com mais pureza bioquímica, contrariamente às plantas terrestres, por serem compostas por diferentes elementos vegetais (frutos, folhas, sementes e raízes).

Pode gostar também

Comentários estão fechados.