Migração da rede TDT adiada

O processo de migração da rede de TDT está suspenso devido aos constrangimentos associados ao COVID-19, anuncia a ANACOM em comunicado.

Assim, “os emissores que iriam ser alterados a partir de dia 16 de março de 2020 já não mudam de frequência na data prevista. O processo será retomado assim que as condições associadas à pandemia o permitam”.

O comunicado termina reforçando que “em face dos vários riscos e da elevada incerteza sobre a concretização do processo de migração nos termos planeados, a sua suspensão imediata afigura-se prudente. A decisão de suspensão do processo de migração da rede de TDT tem como consequência o adiamento, por motivo de força maior, da data de libertação da faixa dos 700 MHz prevista para 30 de junho de 2020 conforme estabelecido no Roteiro Nacional, aprovado pela ANACOM em 27 de junho de 2018, com concordância do Governo”.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.