Mini cidade no Cartaxo atrai mais de mil crianças

Dezenas de entidades proporcionaram um mundo de experiências aos mais pequenos, no centro da cidade

O Cartaxo celebrou no passado sábado, 3 de junho, o Dia Mundial da Criança com uma mini cidade, onde os mais pequenos se divertiram muito com as inúmeras atividades e profissões que experimentaram

Atividades lúdicas, culturais, desportivas e até profissionais estiveram ao dispor de mais de mil crianças que passaram, no último sábado, pelo jardim central da cidade, em redor da Praça de Toiros. Várias instituições e empresas do concelho estiveram presentes para dar a conhecer aos mais novos as suas atividades profissionais, como a Vetdom, por exemplo, já repetente nesta iniciativa e que, mais uma vez, levou o Zé, um cão valente que, ao longo do dia, foi recebendo “picas” dos mais novos, que ficaram a saber mais sobre a importância das vacinas e dos métodos de desparasitação, para evitar pulgas e carraças nos cães e gatos. Sorte a do Zé que, enquanto isso, ia recebendo mimos dos miúdos, deitado no chão de barriga para cima.

Para além da saúde animal, os mais pequenos também passaram pela experiência de atendimento médico e serviço de enfermagem dirigido a pessoas, oferecido pelo Serviço Nacional de Saúde. Encontrámos um pequeno doutor a preencher o receituário do seu doente, depois de feito o diagnóstico. A experiência de ser médico foi gira, mas o João quer mesmo é ser polícia. E também a PSP esteve presente, com os seus veículos ali estacionados e que fazem as delícias dos mais novos, que se sentam ao volante e adoram buzinar. A par da Polícia, também os Bombeiros Municipais, habitualmente, deslocam para aquela mini cidade os seus veículos e bombas de água que os miúdos adoram pôr a funcionar, assim como o slide que lhes permite um pouco de aventura, deslizar pelo cabo que os bombeiros ali colocam para o efeito. Ali por perto também a Proteção Civil, a Cruz Vermelha e a Associação Humanitária se davam a conhecer às crianças, que aqui também aprenderam alguns meios de primeiros socorros.

Perto do veterinário, os pequenos aprendem a tocar viola com os alunos da Escola de Música mais novos que são, neste dia os monitores responsáveis, mas também podem cantar, pois uma das atrações aqui é o karaoke. Mais ao lado, a Ceficarte oferecia uma consulta, onde os mais pequenos eram auscultados durante o diagnóstico médico e uma marquesa para experimentarem uma massagem. Aqui os mais pequenos experimentaram pequenos percursos e exercícios de equilíbrio, mas também ficaram a saber, com o apoio da associação Incluir, que há crianças com necessidades especiais, através da exposição de cadeiras de e outros aparelhos de apoio que as ajudam a viver melhor o dia a dia, de forma integrada na sociedade. A partilhar o mesmo espaço estava a marca de jogos lúdicos e pedagógicos alfiii, que pôs os mais novos a brincar e a aprender através de jogos de cartas e mesas digitais interativas, onde os miúdos aprendem de forma mais divertida. Também muito divertidas estiveram as crianças que passaram pelo espaço do Centro de Estudos Grau de Prova, com as várias construções de Lego ali expostas, algumas que os mais pequenos ajudaram a construir, experimentando também a sua construção virtual, através de programas de programação robótica, no computador.

Mais artigos
1 De 154

Para além de tudo isto, houve tempo para percorrer os circuitos de trânsito de patins e bicicleta, para jogar à bola, no mini campo do Sport Lisboa e Cartaxo, praticar diferentes desportos, como o Karaté com o Dojo Amikale, que ainda fez algumas demonstrações, a ginástica com a Academia SK, o basquete do Ateneu Artístico Cartaxense,o ciclismo com o Clube José Maria Nicolau, e viver momentos de aventura com os Escoteiros do Cartaxo. A cultura e a tradição popular foi levada pelo grupo infantil do Rancho Folclórico do Cartaxo, que dançou umas modas e convidou os mais pequenos a saltar para a roda. Também no espaço de atividades ao ar livre não faltaram os insufláveis, as pinturas faciais, entre tantas outras atividades criativas, ali propostas pelas mais diversas entidades, como a Via Segura e as associação de pais dos dois agrupamentos de escolas do concelho, que ali estavam para se dar a conhecer e para entreter os mais novos, oferecendo brindes como bonés, canetas, réguas, entre outros. Neste dia, em que o centro do Cartaxo se transformou numa mini cidade, as crianças até a cavalo andaram, com a GNR, dentro da Praça de Toiros, onde também os forcados do Cartaxo promoveram um treino onde mais novos puderam experimentar pegas de caras.

Depois de tanta atividade, a fome e a sede apertam, sendo preciso reforçar as energias na carrinha de Street Food, cedida pela Verso Move, onde a autarquia oferecia lanches aos pequenos aventureiros. Para tristeza de muitos, tudo isto (e muito mais) aconteceu num só dia, mas para além das lembranças, as muitas experiências ali vividas vão carimbadas no passaporte (ao qual estava associado um seguro de acidentes pessoais) que as crianças receberam à entrada deste mundo imaginado para elas. Para o ano há mais!

Pode gostar também

Comentários estão fechados.