Missão País está no Cartaxo

©Jornal de Cá

São quase meia centena de jovens católicos que, no âmbito do projeto universitário Missão País, estão no Cartaxo, praticando a sua fé com as crianças e jovens nas escolas e no JIC e também com os mais idosos em lares de terceira idade.

Há 16 anos que estudantes católicos de dezenas de faculdades do País desenvolvem este projeto, envolvendo atualmente mais de três mil universitários em missões, por diferentes localidades. No Cartaxo, estão estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, numa missão de três anos, iniciada este mês de fevereiro e que se repetirá em 2020 e 2021, durante uma semana.

Missão País no Cartaxo

47 jovens da Missão País estão no Cartaxo, esta semana, em missão pelas escolas e lares de 3ª idade. Trazem consigo a Mãe Peregrina, uma imagem de Nossa Senhora com a forma do Santuário de Schoenstatt, para distribuir as três graças: acolhimento, transformação e envio.

Publicado por Jornal de Cá em Quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

O Jornal de Cá esteve com os jovens no Lar de São João, onde participaram da Eucaristia, conviveram com os utentes e almoçaram, num dos momentos de convívio diário do grupo que também faz parte desta missão, tal como a hora de jantar e o serão que passam na Quinta das Pratas, onde pernoitam durante esta semana.

Carminho Gonçalves e Francisco Barba, chefes desta missão, (na foto ao centro, com a imagem de Nossa Senhora com a forma do Santuário de Schoenstatt) estão muito felizes com a forma como têm sido acolhidos no Cartaxo. Durante o dia, separam-se por grupos (comunidades) e andam nas escolas e nos lares “a pôr a fé católica em prática”. Este “é um projeto de universitários para universitários, que começou da vontade de jovens que viviam a sua fé na sua casa e na sua vida, mas que sentiam a falta de pôr essa fé em prática, de ir ao encontro das outras pessoas, das pessoas que mais precisam”, diz Carminho.

Feliz com esta missão está também o padre Arlindo Miguel da Paróquia do Cartaxo, que propôs a sua vinda, também no seguimento das missões familiares que já aconteceram por dois anos no Cartaxo. A presença destes jovens “é refrescante!”, considera.

Mais artigos
1 De 607

Este primeiro ano, cuja missão termina domingo (17), é o ano do acolhimento. No próximo, será o ano da transformação e o terceiro ano será o do envio: “são as três graças que acreditamos que a Nossa Senhora (a Mãe Peregrina, que é uma imagem que nos acompanha) leva a todas as pessoas que encontramos nas ruas, nas escolas nos lares, no porta a porta”, explica Carminho.

Durante esta sua primeira missão no Cartaxo, haverá uma vigília na Igreja Paroquial esta sexta-feira (15), pelas 21h30, e teatro, no sábado (16h30 e 21h30), pela Comunidade de Teatro da Missão País, na Casa do Povo. Contamos-lhe tudo na próxima edição (de março) do Jornal de Cá.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.