Movimento Independente prepara candidatura para 2017 no Cartaxo

 

O Movimento Independente do Concelho do Cartaxo (ex-Movimento Independente Paulo Varanda, Movimento Pelo Cartaxo) vai apresentar-se às urnas nas autárquicas de 2017.

MOVIPENTO PELO CARTAXOAssim, o seu Núcleo Executivo Independente deliberou já, em reunião, dar início aos trabalhos preparatórios conducentes à apresentação desta candidatura em todas as freguesias do concelho.

Em comunicado, os Independentes recordam que esta foi a segunda força mais votada nas eleições de 2013, tendo ganho duas das seis freguesias ao PS – Pontével e Valada.

O objetivo da candidatura a 2017 é, segundo o mesmo comunicado, “liderar politicamente o Município no quadriénio 2017-2021”.

Os Independentes consideram que “pelo trabalho desenvolvido, pela experiência acumulada e pela recetividade das pessoas que vivem e trabalham no nosso concelho, impõe-se que nos envolvamos todos – independentemente da cor partidária – com o objetivo de inverter o atual marasmo político, alicerçado no passado, e implementar uma verdadeira democracia inclusiva e participativa, a bem das gentes da nossa terra, promovendo uma política verdadeira e de afirmação do nosso território em todas as suas dimensões, com ênfase na componente humana e de proximidade.”

Mais artigos
1 De 49

Os Independentes querem reforçar a atual estrutura, alargando ainda mais a participação em todas as freguesias, “com o objetivo de dar início, em breve, ao processo de seleção dos candidatos e definição de linhas orientadoras do projeto para o concelho, com a participação de todos”, adianta o comunicado, que acrescenta que “todos sem exceção, que de uma forma desinteressada estiverem dispostos a lutar pelos interesses e bens coletivos, serão bem-vindos ao trabalho árduo pela nossa terra”.

O comunicado acrescenta, ainda, que “o projeto autárquico Independente será discutido e divulgado publicamente, apresentando os seus eixos estratégicos, com vista à sua implementação após a vitória nas próximas eleições autárquicas”e que “as ações a desenvolver serão divulgadas por todos os meios disponíveis, bem como a sua calendarização, e contarão com a participação de pessoas disponíveis para trabalhar pelo progresso da nossa terra e bem-
estar da nossa população, apoiadas por figuras de referência do concelho, do distrito e do País, que contribuirão para o enriquecimento do trabalho a desenvolver”.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.