Município reforça formação de assistentes operacionais

A Câmara Municipal do Cartaxo já iniciou as ações de formação especialmente dedicadas aos trabalhadores dos estabelecimentos de ensino, elementos fundamentais no apoio a crianças e jovens, mas também ao trabalho do corpo docente.

Ao longo de cerca de 40 sessões, que envolvem 120 assistentes operacionais, vão ser tratados temas como a gestão de emoções, a resolução de conflitos, a comunicação positiva, ou a capacidade de promover a tranquilidade junto dos mais novos.

A formação é ministrada pela EMIC – Equipa Multidisciplinar de Intervenção Comunitária do Cartaxo, que integra a área de Educação e Juventude da autarquia e vai decorrer nos estabelecimentos de ensino dos dois agrupamentos de escolas do concelho – o Agrupamento de Escolas D. Sancho I de Pontével e o Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo.

A formação divide-se em quatro workshops – a decorrer em modo presencial e online. Algumas ações são dedicadas a grupos de trabalho pequenos, com os trabalhadores de cada um dos estabelecimentos de ensino, o que permitirá integrar as especificidades de cada escola ou jardim de infância, na formação.

A primeira ação de formação decorreu esta segunda-feira, 23 de novembro na Escola Básica nº 3 do Cartaxo. Três assistentes operacionais puderam explorar o tema Gestão de Emoções num workshop que assume relevância num ano letivo especialmente difícil para toda a comunidade educativa.

Para além dos temas a abordar em cada um dos workshops agendados para formação neste ano letivo, as sessões contam sempre com formação específica para reforçar o conhecimento sobre o plano de contingência do estabelecimento, com enfoque no esclarecimento de dúvidas sobre as regras a seguir, a organização do espaço educativo no âmbito da pandemia, a necessidade de adaptação de comportamentos à nova realidade e a importância dos comportamentos individuais no bem-estar das crianças e dos jovens, mas também dos próprios assistentes operacionais, dos técnicos e dos docentes.

Ler
1 De 600

As ações de formação, realizadas cumprindo todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde, integram quatro workshops – Gestão de Emoções – Termómetro dos Sentimentos; Técnicas de Midfulness – Tempo de Acalmar; “Já não vale a pena falar com eles… não fazem caso de nada do que lhes digo!” – Formação em Comunicação Positiva e Eficaz com Crianças e Jovens; e Gestão de Conflitos – Comunicação Positiva.

No entender do presidente da Câmara do Cartaxo, estas ações de formação têm como objetivo a criação de “confiança no desempenho de funções que são essenciais para manter as aulas presenciais”, mas também de “consolidação das regras e dos comportamentos a cumprir pelos assistentes operacionais. Esta formação integra o plano de medidas de prevenção de contágio nos estabelecimentos escolares do concelho”.

Pedro Ribeiro frisou que toda a comunidade educativa precisa estar ciente “que as cadeias de contágio não param à porta das escolas. Assistentes operacionais, professores e alunos têm vida familiar e social, o risco de contágio existe para todos de igual modo e os comportamentos responsáveis dentro e fora das escolas são a única barreira que cada um pode erguer nesta luta desigual”.

A partir de dezembro a área de Educação e Juventude da Câmara Municipal, através da EMIC, vai também iniciar ações de formação para pais e encarregados de educação com os projetos – Educação Parental Positiva e Fórum das Famílias.

Pode gostar também