O melhor e o pior do SNS

Vera Maximiano, André Garcia, Raquel Anes, Mário Silva e Corina Freire são profissionais de saúde e falam-nos sobre o SNS e os seus maiores problemas: falta de recursos humanos e desgaste dos que lá estão diariamente, muitas vezes sem mãos a medir. Mas, por outro lado, reconhecem que o Serviço Nacional de Saúde que temos é bom, acima de tudo, para os utentes.

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) é bom, no entender dos profissionais de saúde entrevistados pelo Jornal de Cá, e até há quem o refira como excelente, quando comparado com outros sistemas de saúde públicos de países ditos como desenvolvidos. Pelo que pudemos avaliar, o problema está na falta de prevenção na saúde, no crescimento da população idosa, maioritariamente, trazendo várias doenças associadas e elevada dependência e, como todos reconhecem, na falta de profissionais, sejam eles enfermeiros, técnicos, auxiliares ou médicos.

Este é um problema nacional e é como tal que o vamos abordar, mas optámos por conversar com vários profissionais de saúde do nosso concelho, ainda que apenas um deles desempenhe a sua profissão no Cartaxo. Todos os outros trabalham no distrito de Santarém, mas todos eles já passaram por diferentes serviços ao longo da sua carreira, em diferentes unidades de saúde, e todos eles reconhecem que há falhas, mas também todos eles têm consciência de que a centralidade do SNS é o utente, logo este deverá ter sempre o melhor acompanhamento possível.


Uma reportagem para ler na edição de janeiro do Jornal de Cá, já nas bancas do concelho do Cartaxo.

Saiba aqui como receber o Jornal de Cá

Pode gostar também
Comentários
Loading...