O que é da época é bom

 

Os benefícios de comer alimentos da época são muitos. Conheça quais as frutas e legumes que pode encontrar provenientes desta altura do ano, as vantagens de comer cada um deles e quais as melhores formas de conservá-los.

frutas e legumesComer alimentos da época não só é uma atitude sustentável como é uma forma de poupar nas compras, uma vez que os produtos não são sujeitos a grandes viagens e encontra-se uma maior oferta no mercado, o que resulta em preços mais baixos. Para além disso, os frutos e legumes da época são uma opção mais saudável porque os seus nutrientes, como as vitaminas e os minerais, são mais abundantes, assim como apresentam uma cor mais forte e uniforme e são mais saborosos, quando colhidos no tempo certo.

No que diz respeito às frutas, são muitas as opções disponíveis nesta época. Temos, por exemplo, a melancia, típica fruta do verão, que é natural dos meses de julho, agosto e setembro, pois é proveniente de climas quentes. É composta principalmente por água, é pobre em açúcares e rica em magnésio, vitaminas A, C e B6. Depois de aberta, é importante conservá-la num ambiente frio, no máximo, até dois dias.

O pêssego, por sua vez, encontra-se de junho a outubro. É uma fruta que, apesar de ser doce, é pouco calórica e, no caso dos pêssegos carecas, tem pouca celulose. É rico em betacaroteno, vitaminas E e C, fibra e potássio. Para além disso, ajuda a digestão e é diurético. Quando maduros, comer entre um a dois dias ou conservar no fresco até sete dias.

figoO figo é uma fruta dos meses de junho a setembro e é muito calórica por ser composta por um elevado teor de açúcares. É uma boa fonte de fibra e potássio, rico em cálcio, magnésio, ferro, fósforo, e vitaminas B6 e B9. O figo deve ser conservado à temperatura ambiente ou, quando já se encontra maduro, no frigorífico, durante três dias.

Mais artigos
1 De 38

Para além destas frutas, existem muitas outras com características semelhantes como a ameixa, a maçã, o ananás, a banana, o melão, a romã, entre outras.

É também de grande importância fazer referência a alguns legumes desta época. Começando pelo tomate, uma fonte de fibra e de vitaminas A e C, com poucas calorias, é proveniente dos meses de junho a outubro e contém potássio e licopeno, um antioxidante que previne alguns tipos de cancro. Se estiver verde, pode mantê-lo à temperatura ambiente, mas depois de maduro deve conservar-se no frigorífico, até uma semana.

beringelaA beringela pertence à família do tomate e por isso é natural da mesma altura, é rica em água, potássio e tem um baixo valor calórico. Para além de estimular o trânsito intestinal, também nos fornece ácido fólico e vitamina C. Deve ser conservada em ambiente fresco, durante cinco dias.

Como última sugestão, temos o feijão-verde que há de junho a setembro. Apesar de conter um baixo valor energético, é rico em fibra e potássio e fornece várias vitaminas, como do grupo B e C. À temperatura ambiente, aguenta-se entre dois a três dias, mas no frio pode estar até uma semana. Para além destes exemplos, temos também o pepino, a cenoura, o pimento, a batata, a courgette e tantos outros.


Pode gostar também

Comentários estão fechados.