Obras na Câmara provocam quezília entre políticos

O presidente da Câmara do Cartaxo mostrou-se indignado com a notícia de que os vereadores da oposição foram impedidos de usar o gabinete a eles destinado na Câmara Municipal, por este se encontrar como um “local de armazenamento de materiais”.

Em resposta, nas redes sociais, Pedro Ribeiro acusa o vereador Jorge Gaspar, eleito pela coligação Juntos pela Mudança (PSD/NC), pelo “comportamento deplorável” com que tratou este acontecimento que, segundo diz o presidente, teve a ver com as “obras de instalação de equipamentos de aquecimento, ventilação e ar condicionado (…) e, também, obras de substituição dos equipamentos de iluminação interior, com luminárias tipo LED”, que “há cerca de um mês” decorrem no edifício da Câmara Municipal.

De acordo com o presidente, o electricista terá carregado “o material elétrico, nessa manhã, para o gabinete atribuído à oposição para proceder à sua montagem”, procedimento que, diz Pedro Ribeiro, “foi efectuado para o meu e para todos os gabinetes da Câmara”, tendo estado ele próprio sem acesso ao gabinete “durante vários períodos de vários dias para montagem e instalação do material relacionado com as obras em curso”.

Ainda segundo diz o presidente, o eletricista, que se encontrava perto do dito gabinete, “quando confrontado com o facto dos vereadores necessitarem de aceder ao gabinete, prontamente apresentou desculpas ao vereador Jorge Gaspar, assumiu a responsabilidade do sucedido e, em dois minutos, retirou o material que tinha acabado de colocar”, momento em que, segundo o presidente, o vereador da oposição “foi tirar fotos ao gabinete ainda ocupado com o material eléctrico para vir para o Facebook vitimizar-se, mentir, injuriar quem está na Câmara e levar ao engano muitos daqueles que leram o seu post”.

Ao Jornal de Cá, o vereador Jorge Gaspar diz que o sucedido demonstra “uma total falta de respeito pelos vereadores da oposição” e, escusando-se a mais comentários, referiu que se tiver que falar do assunto o fará na próxima reunião de Câmara.

Pode gostar também