Os efeitos do café

Saboroso e de aroma intenso, o café é um estimulante natural muito apreciado que, na medida certa, pode trazer benefícios à saúde

café 2Os portugueses, apreciadores de café, podem felicitar-se com as conclusões de vários estudos científicos que comprovam os benefícios desta bebida no organismo humano, nomeadamente a nível neurológico, cardíaco e respiratório.

Muito apreciado pelo seu aroma e sabor, o café possui excelentes propriedades estimulantes devido ao seu elevado teor em cafeína. Segundo alguns estudiosos, o café funciona como estimulante natural, no sistema nervoso central, favorecendo faculdades intelectuais, como a atenção, concentração e memória. Embora ainda sejam necessárias mais pesquisas, há especialistas que revelam também a importância do café na prevenção do cancro do cólon, doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer, assim como de problemas respiratórios, circulatórios e enxaquecas.

Ainda assim, o café pode causar alguns estragos na nossa saúde, favorecendo o aparecimento de doenças ou mesmo exacerbando as já existentes, ou por intolerância, quando ingerido em quantidades excessivas. Há estudos que referem que o consumo elevado de cafeína aumenta a perda de cálcio nos ossos, para além de ser contra-indicado a pessoas com hipertensão arterial, uma vez que o efeito estimulante da cafeína faz aumentar a tensão e isso pode trazer complicações cardiovasculares.

Os efeitos da cafeína variam de indivíduo para indivíduo, de acordo com o seu peso e com a regularidade com que ingerem café, mas para além de causar dependência, a cafeína provoca o efeito de tolerância, pelo que terão de ser ingeridas, progressivamente, maiores doses para se atingir o mesmo efeito. Nestes casos, quando se interrompe, abruptamente, a ingestão de cafeína, podem sentir-se dores de cabeça, irritabilidade, cansaço e incapacidade de concentração.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.