Peça de Arthur Miller sobe ao palco do Centro Cultural do Cartaxo

A Morte de Um Caixeiro Viajante, de Arthur Miller, sobe ao palco do Centro Cultural do Cartaxo, com encenação de Jorge Silva Melo, dia 4 de setembro, às 21h30.

Esta peça, vai estar em cena no Cartaxo no âmbito da Rede Eunice Ageas, projeto do Teatro Nacional D. Maria II (TNDMII), e marca a abertura da programação de setembro do Centro Cultural.

Escrita por Arthur Miller no imediato pós-guerra, A Morte de Um Caixeiro Viajante chega-nos agora como um sentido Requiem por uma sociedade que se baseia no triunfo individual. Um dos retratos mais magoados do Sonho Americano.

Estados Unidos, anos 40. Willy Loman quer dar o mundo aos seus filhos, quer que o conquistem. Depois de 34 anos a trabalhar como caixeiro viajante, vê os seus sonhos desvanecerem-se, perdendo o chão e, consequentemente, a noção de realidade. Em Morte de um Caixeiro Viajante, assiste-se a uma tragédia moderna do cidadão comum, que encontra na impotência do fracasso a derradeira violência.

Os bilhetes estão disponíveis online, em www.ticketline.sapo.pt, mas pode reservar os bilhetes no Centro Cultural do Cartaxo, através do número 243 701 600 ou por e-mail para ccultural@cm-cartaxo.pt. Pode ainda reservar por mensagem WhatsApp, Facebook ou Instagram. As reservas são válidas até 24 horas antes do início do espetáculo.

Pode gostar também