“Poderemos fazer bastante mais do que o que tem sido feito nos últimos anos”

Entrevista do Jornal de Cá a Alexandra Barros, candidata do PSD à União das Freguesias Ereira e Lapa, nas eleições autárquicas de 2021, que se realizam no dia 26 de setembro.

Como vê a União de Freguesias Ereira e Lapa na atualidade?
É com tristeza que vejo uma União de freguesias descuidada e com uma falta de capacidade de gestão enorme dos recursos e verbas que tem disponíveis para servir a população.

Dadas as excelentes acessibilidades que possuímos, as condições ideais para fixar empresas e a beleza natural para atrair novos habitantes, não me conformo com a falta de dinâmica e obra dos nossos representantes para valorizar o nosso território nos últimos quatro anos.

No dia a dia, e tendo por conta as necessidades das pessoas, vejo uma Junta que não consegue apurar soluções para os problemas existentes, mas sim culpas para aqueles que, no final, acabam na mesma por apoiar em total contrassenso.

Na vertente social, a nossa União de Freguesias carece de dinamismo e atividades para apoiar os nossos idosos, por exemplo na ocupação dos seus tempos ou nas deslocações ao centro de saúde.

Ler
1 De 35

Olhando para o passado, vejo gestões do PS e do PSD, dinâmicas e capazes de assegurar serviços e, ao mesmo tempo, fazer pequenas obras de valor, nada do que é hoje a realidade.

A Ereira e a Lapa estão numa trajetória de degradação e abandono dos seus espaços públicos, que se torna mais evidente nos arruamentos que não são de “passagem diária”.

Esta é também uma União de freguesias com uma enorme falta de capacidade para encontrar apoios e condições, para auxiliar na fixação de crianças nos nossos estabelecimentos de ensino.

Quais as suas prioridades para a União de Freguesias Ereira e Lapa?
Feita uma análise às necessidades da população da União de freguesias de Ereira e da Lapa tendo por base a sua auscultação, as nossas prioridades passarão, nada mais, nada menos, por dar uso aos recursos que existem na nossa União de freguesias, muitos deles desperdiçados por falta de utilização. Assumiremos o compromisso de ser parceiros ativos e empenhados na reativação do ATL da Lapa.

Outra das prioridades passará por, de forma sustentável, encontrar soluções em parceria com o município, para melhorar a nossa rede viária, pois deparamo-nos com as estradas degradadas, com imensos buracos e em alguns casos total inexistência de asfalto. Na vertente pedonal é necessário reparar, recuperar e construir novos passeios nas vias de maior movimento, tal que permitam às nossas crianças circularem em segurança.

Para a limpeza e manutenção dos espaços públicos queremos profissionalizar o serviço prestado pela junta com a organização de rotinas diárias de trabalho e acompanhamento das intervenções no território, identificando os pontos críticos, agindo aí com maior celeridade.

Pretendemos ainda assegurar a devida limpeza e manutenção dos caminhos públicos vicinais, se necessário como apoio de meios privados ou procurando protocolar a utilização de equipamentos com outras autarquias.

Acreditamos que a Junta tem também o dever de procurar apoiar e promover o trabalho das instituições educativas sociais e culturais das freguesias em particular nas suas iniciativas.

Trabalhando em parceria com o município e instituições sociais queremos ter um diagnóstico social atualizado da nossa União de Freguesias no sentido de apoiar as famílias carenciadas e a população idosa mais isolada, assegurando a esta última, o transporte a consultas e tratamentos médicos ou outros fins que se justifiquem.

Por fim, e mesmo sabendo que poderá ser uma “longa guerra”, queremos assumir o compromisso de lutar para que as freguesias da Ereira e Lapa voltem a ser independentes, pois sabemos ser esta uma ambição de todos os que aqui habitam.

O que ambiciona para a União de Freguesias Ereira e Lapa?
Ambiciono conseguir fazer a diferença, e operacionalizar a mudança que a nossa União de Freguesias tanto precisa. Queremos implementar novas ideias e energia para fazer mais e melhor para o bem-estar de todos os que habitam na Ereira e a Lapa, reforçando sempre o orgulho das suas terras.

Partidos à parte, ambicionamos ter uma União de Freguesias limpa e cuidada, com condições que permitam fixar famílias no nosso território, e garantir o envelhecimento ativo e feliz dos nossos idosos.

Do ponto de vista económico acredito na necessidade de aproveitarmos a nossa proximidade à autoestrada e à capital, sendo que queremos ser parceiros para a legalização da Zona Industrial da Lapa, que tanto valor pode dar à nossa União de Freguesias.

No final do dia, ambicionamos uma Junta que dê respostas céleres aos problemas da sua população. Não só aos atuais, mas aos que poderão vir a surgir inerentes às necessidades do nosso território.

O que é que a União de Freguesias Ereira e Lapa tem a ganhar com a sua eleição?
A União de Freguesias com a minha eleição tem a ganhar uma pessoa próxima da população, honesta, humilde e que gosta de ajudar sempre o próximo. Uma pessoa que tenta arranjar sempre uma solução, perdendo pouco tempo a arranjar desculpas para os problemas existentes.

Quero ser uma presidente de terreno, próxima das pessoas, que não se aventura em promessas que sabe não poder cumprir. Dado o cenário atual, sinto que com a minha equipa poderemos fazer bastante mais do que o que tem sido feito nos últimos quatro anos.

* União de Freguesias Ereira e Lapa
A União de Freguesias Ereira e Lapa foi criada pela da Lei 11/2013, de 28 de janeiro, que deu cumprimento à obrigação de reorganização administrativa do território das freguesias constante da Lei 22/2012, de 30 de maio. Tem uma área de 12,62 Km2, com cerca de 1 800 habitantes, e uma densidade populacional de 141,7 hab/km2.

Pode gostar também