Presidente do SL Cartaxo destaca obra feita e lança objetivos para o futuro próximo

Foi há um ano, a 12 de junho de 2020, que a direção liderada por João Neves assumiu as rédeas do Sport Lisboa e Cartaxo. Com a missão de comandar e reerguer um dos mais históricos emblemas do Ribatejo, Neves e a sua equipa lançaram “mãos à obra” e, cumprido que está o primeiro ano do mandato, o presidente do SL Cartaxo faz um balanço positivo do trabalho até aqui realizado, mesmo perante as dificuldades que foram surgindo pelo caminho.

“O balanço deste primeiro ano só pode ser positivo”, começa por afirmar João Neves, antes de enumerar alguns dos projetos que já conseguiu colocar em prática. “O protocolo realizado com a União Desporto e Recreativa de Vale da Pinta foi um dos pontos fundamentais deste primeiro ano, pois permitiu instalar o relvado sintético no campo Francisco da Costa Marques, que recebe os jogos das nossas equipas. A juntar a isso, destaco ainda o desenvolvimento de uma estrutura desportiva sólida, tal como havíamos proposto”, frisa.

Além dos pontos acima descritos, que são considerados os alicerces deste arranque de mandato, Neves destaca ainda o “desenvolvimento de um gabinete médico certificado e sólido, a criação da Academia de guarda-redes ‘Guardiões do Futuro’ edas férias desportivas do clube, em parceria com o centro de estudo Mentes em Forma, além da reestruturação financeira projetada, que está a ser importantíssima para o crescimento do clube”.

Numa época marcada pela pandemia e por todos os obstáculos logísticos que daí advêm, o clube voltou recentemente a ter jogos dos escalões de formação, numa clara demonstração de reação à adversidade por parte da direção. Ainda assim, João Neves descreve outras dificuldades que encontrou pela frente nestes primeiros 12 meses de mandato.

“As maiores dificuldades que encontrámos pela frente foram a necessidade de reter e cativar jogadores, além de encontrar treinadores que acreditassem neste projeto. Mas também a aproximação do clube aos sócios e à comunidade, fruto dos tempos que atravessamos. Outro dos pontos difíceis de organizar foi a contabilidade do clube”, assume João Neves.

Apesar dos primeiros passos dados no bom caminho rumo à recuperação do clube, João Neves já olha para o segundo ano de mandato, onde tem como objetivo colocar mais projetos em prática. “Para o segundo ano de mandato queremos dar continuidade e estabilidade ao que projetámos desde início. Estamos a trabalhar em conjunto com a Câmara Municipal do Cartaxo para encontrarmos uma nova casa para o SL Cartaxo e temos também um projeto em desenvolvimento que tem como objetivo dar retorno financeiro ao clube e que a seu tempo iremos divulgar”, sublinha.

Ler
1 De 235

Por fim, o presidente da direção do Sport Lisboa e Cartaxo agradece o apoio prestado por todos os que gravitam à volta do clube, desde os sócios aos familiares dos jovens atletas, passando por todos aqueles que, à sua maneira, estão a contribuir para este reerguer de um dos maiores clubes do distrito de Santarém. “Queremos agradecer a todos os pais, sócios, patrocinadores e simpatizantes que acreditam nesta direção e no clube. Estou certo que, a continuar assim, temos todas as condições para elevar novamente o SL Cartaxo a outros patamares”, remata João Neves, antes de dar o grito de ordem: “Viva ao Sport Lisboa e Cartaxo!”.

Pode gostar também