“Pretendemos fazer uma política transparente e com rigor”

Marina Costa, 42 anos, educadora técnica social, candidata a presidente da Junta de Freguesia de Vale da Pedra pela CDU

Quem é a mulher que se candidata a presidente de Junta?
Sou uma lutadora, humilde, honesta, ajudo o próximo. Sou natural de Pontével. Vivo no Vale da Pedra praticamente desde que nasci e foi lá que cresci. Frequentei várias atividades que foram surgindo, o Rancho, as Marchas… tive uma adolescência bastante diversificada. Na altura, lembro-me que o Vale da Pedra ainda não era tão desenvolvido como é hoje, tínhamos um barracão, que era onde, à sexta-feira, nós ensaiávamos o Rancho, ao sábado era as Marchas e ao domingo era a missa.

Não tirei o curso, sou uma educadora técnica social, mas há três anos licenciei-me na Escola Superior de Educação de Santarém.

Fiz o curso de auxiliar enquanto auxiliar de ação educativa, fiz também um curso de animador sócio-cultural, mas nunca dava para ter um ordenado que conseguisse que o meu marido viesse definitivamente do estrangeiro, o que só aconteceu agora.

Fui para a instituição (Associação Comunitária de Vale da Pedra) com 23 anos, numa fase muito embrionária. Ajudei, como todas as outras funcionárias, a construir o que é hoje a ACVP.

 

O que a motivou a ser candidata?
Em primeiro lugar, o que me levou a aceitar o convite da CDU foi a equipa e as pessoas. O José Barreto é meu vizinho, e desde sempre contacto com ele, e acredito nos objetivos que ele traça, que a CDU traça. Acho que têm um programa bastante dinâmico, com ideias novas e criativas que podem ajudar a freguesia de Vale da Pedra. Depois, porque acho que a minha freguesia está um bocadinho empobrecida ou estagnada, porque não vejo muita participação das pessoas; a nível de políticas, também não vejo grande desenvolvimento. A nível da ação social, tínhamos coisas que desapareceram, como uma carrinha que transportava as pessoas com maior necessidade a irem ao hospital, que está avariada e o arranjo tem um custo elevado, e deixou de se fazer esse serviço.

Aquilo que eu quero, com a equipa da CDU, é trabalharmos todos juntos e estimular a participação da população de Vale da Pedra não só nas necessidades, mas também nas soluções. É uma política para eles, tudo o que se faz é para o povo e com o povo, que é o espelho das necessidades.

Mais artigos
1 De 38

Que presidente de Junta quer ser?
Eu acho que o presidente de Junta tem de ser mais ativo, mais criativo, ter uma boa equipa que o ajude, porque ninguém faz alguma coisa sozinho. Deve apelar à participação do povo, motivá-lo para que as coisas se possam resolver. Tem de haver uma política de proximidade.

Que ideia tem da sua freguesia?
Vale da Pedra é uma freguesia bonita e está perto de Lisboa, bem localizada, as casas não são muito caras, as pessoas são afáveis, tem algumas zonas verdes. Se todos trabalhássemos juntos, se calhar podíamos tirar proveito dessas coisas, que são prazerosas, e que é uma pena estarmos a deixar morrer.

Vale da Pedra ter cerca de 1700 habitantes, e nesta altura estamos a caminhar para uma freguesia cada vez mais envelhecida.

Sei quantos eleitores tem a freguesia e quantos temos de ‘convencer’, mas também sei que é difícil. O PS lidera há muitos anos em Vale da Pedra. As pessoas até acreditam em mim, mas acho que há muito conformismo.

Sinto que a freguesia não participa, não estamos unidos, cada qual faz a sua vidinha. Há pouco interesse na participação. É muito interessante as pessoas apontarem o dedo mas não fazerem nada, como eu estou a fazer, também. Eu também estou a dizer que não há participação, mas se calhar, eu também participo na medida das minhas possibilidades, porque também não consigo chegar a tudo.

Qual a primeira medida a tomar assim que for eleita?
A minha prioridade seria fazer um diagnóstico daquilo que existe, os recursos, ver as necessidades, juntamente com a população, ver as prioridades, por exemplo, eu sei que a Junta tem uma dívida, e que o atual presidente já diminuiu esse passivo, mas continua e tentar ir ao encontro desse passivo. E depois tentar melhorar o atendimento na Junta de Freguesia, criar uma plataforma que desse a conhecer não só a freguesia, mas também que as pessoas, através dela, pudessem exprimir as suas necessidades e opiniões, porque nós pretendemos fazer uma política transparente e com rigor; ajudar e apoiar as coletividades através de protocolo.

Mas à primeira vista, a prioridade será mesmo o apoio às pessoas com necessidades com o tal transporte, por exemplo, torna-se essencial.

 

Lista da CDU à Assembleia de Freguesia de Vale da Pedra

Candidatos efetivos Hélia Marina Fernandes da Costa, 42 anos, educadora social; José António Pereira Barreto, 58 anos, técnico comercial; Pedro Miguel da Silva Camacho, 26 anos, investigador; Catarina Maria Lagarto Marques, 51 anos, técnica de qualidade alimentar; Manuel Gaudêncio Martins, 45 anos, mecânico auto; Carlos Manuel Pinto Ferreira, 45 anos, mecânico auto; Ana Paula Silva Ferreira da Costa, 52 anos, artesã; Sérgio Manuel Oliveira da Silva Moreira, 39 anos, operário químico; Carlos Manuel Ferreira Martins, 53 anos, manipulador

Candidatos suplentes Diana Florindo Raposeira, 30 anos, operadora de armazém; Rui Filipe Lagarto Marques, 41 anos, gestor de tráfego; João António Mendonça de Oliveira, 75 anos, reformado; Mónica Cristiana Montes da Costa Mendonça, 39 anos, administrativa; José Ribeiro Boavida, 70 anos, reformado; Maria Alexandra Belo da Silva Novo, 41 anos, professora; Joaquim Ribeiro Narciso, 74 anos, motorista de táxi; António Mira Salgueiro, 70 anos, trabalhador agrícola

Pode gostar também

Comentários estão fechados.