Projeto Alimentação Saudável já está nas escolas do concelho

Entre outras iniciativas, os pais são convidados a almoçar nos estabelecimentos de ensino

Desenvolvido pela área de Educação e Juventude do Município, o Projeto Alimentação Saudável está nas escolas do concelho do Cartaxo e prevê um conjunto de ações promotoras de hábitos de alimentação saudável, dedicadas em especial às crianças que frequentam os estabelecimentos de ensino público do pré-escolar e 1.º ciclo, mas que abrande toda a comunidade escolar.

A informação sobre as ações que estão a decorrer nos estabelecimentos escolares do concelho, no âmbito deste projeto, foi dada pelo presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, ontem (20 de fevereiro), na reunião do executivo. Pedro Ribeiro explicou que o projeto se desenvolve em três eixos essenciais – “educação e prevenção, formação, avaliação e monitorização, com ações concretas dedicadas às crianças, aos técnicos docentes e não docentes que acompanham o dia a dia das crianças na escola, assim como aos pais e encarregados de educação”, no cumprimento de princípios que “queremos subjacentes a toda a ação do município, o princípio da transparência, fornecendo toda a informação disponível aos pais e encarregados de educação, e os princípios da igualdade de oportunidades e da inclusão, promovendo ações que incluam todos os intervenientes na comunidade escolar. Neste caso quer no processo de sensibilização e educação alimentar, quer no processo de avaliação dos serviços prestados à comunidade”. Para o presidente da Câmara “este é um projeto que é promovido pelo município, mas que gostaríamos de ver transformado num processo conjunto e colaborativo entre município, pais e encarregados de educação, técnicos, agrupamentos e professores, pela importância que lhe atribuímos na área da educação para a saúde.”

O autarca afirmou que “a contratação de uma técnica nutricionista”, que teve lugar no início deste ano, “veio permitir um acompanhamento diário e atento às refeições escolares. Não só permitiu monitorizar ainda mais o serviço prestado pela entidade que fornece as refeições, mas também disponibilizar mais informação aos encarregados de educação”, referindo-se à presença diária da nutricionista nos estabelecimentos de ensino durante o período de refeições escolares, assim como, à publicação das ementas semanais no site da Câmara, acompanhadas de fotografias diárias dos alimentos servidos.

 

Projeto Alimentação Saudável já está nas escolas e jardins de infância do ensino público

O Projeto Alimentação Saudável prevê um conjunto de ações a executar ao longo de todo o ano letivo. No que respeita a ações direcionadas às crianças, a área de Educação e Juventude do município, iniciou já a iniciativa Mini Chef, integrada nas Atividades de Animação e Apoio à Família – a decorrer nos jardins de infância –, o apoio à participação no programa nacional Heróis da Fruta, assim como, a presença da nutricionista no período das refeições.

Mais artigos
1 De 23

Direcionadas para os pais e encarregados de educação, está a decorrer a iniciativa “Pai… Mãe Almoças Comigo Hoje?”, que permite a um adulto por dia e por turma, almoçar com o seu educando e avaliar a refeição que é servida, no site do município é publicada informação diária sobre as refeições disponibilizadas nos vários estabelecimentos de ensino e, até ao final do ano letivo, estão também previstas ações de sensibilização para a importância dos lanches saudáveis, desincentivando o consumo de salgados, doces e refrigerantes.

Outras ações de formação, a decorrer nos períodos de interrupção letiva, serão direcionadas aos assistentes operacionais, não só como sensibilização para a importância da alimentação saudável das crianças, como também como iniciativa que visa promover e uniformizar regras de trabalho e boas práticas no funcionamento dos espaços onde as crianças tomam as refeições escolares.

A par destas iniciativas, a área de Educação e Juventude acompanha as refeições servidas, monitorizando quer o cumprimento do estabelecido com a entidade que serve as refeições, quer o cumprimento das regras de higiene no tratamento dos alimentos e no processo de serviço das refeições. Inquéritos de avaliação de qualidade das refeições são disponibilizados a toda a comunidade escolar – desde as crianças, até aos assistentes operacionais, estando prevista a elaboração de relatórios periódicos.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.