Rancho de Vale da Pinta não deixa morrer a festa

O Rancho Folclórico de Vale da Pinta não vai deixar morrer a tradição.

Assim, tomou em mãos a organização dos tradicionais festejos em Honra de Nossa Senhora da Graça, que habitualmente decorrem no final do mês de agosto, em Vale da Pinta.

Mari Vieira, presidente da direção do Rancho, começa por explicar que “com a entrada da nova direção, demos um bocadinho de vida à coletividade, que estava um bocadinho adormecida nos últimos dois anos”, para logo lembrar que “fizemos a Festa do Vinho, temos feito alguns eventos até agora aqui, e tínhamos pensado na festa anual. No entanto, tínhamos de ter o consenso dos membros da direção, e como já tínhamos as nossas vidas organizadas e a disponibilidade era pouca adiámos um pouco”.

No entanto, “a pressão das pessoas de Vale da Pinta, que estavam sempre a perguntar se éramos nós que fazíamos, que era uma pena deixar morrer a tradição da Festa, empurrou-nos um bocado para a realização dos festejos”, resume.

A direção da coletividade anuncia que, face à escassez de tempo, o tradicional peditório vai decorrer nos dias 28 de julho e 4 de agosto. “Não vai ser tarefa fácil, mas tudo se faz”, confia Maria Vieira.

A Festa vai decorrer 23 a 26 de agosto e conta com o apoio da Junta de Freguesia da União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta. Um apoio que deverá ir mais além do apoio logístico, embora ainda não esteja definido, a que se junta “o apoio das outras coletividades que já organizaram e nós, com os contactos de uns e de outros, vamos conseguir fazer isto”, adianta.

Mais artigos
1 De 17

Recorde-se que já em 2018 foi a Junta de Freguesia que organizou as Festas, uma vez que não foi possível constituir uma comissão organizadora. Este ano, face ao prejuízo registado em 2018 e ao mau acolhimento que sentiu da população, a Junta mostrou-se indisponível para voltar a organizar os festejos. O presidente da Junta, Délio Pereira, assumiu mesmo, na última Assembleia de Freguesia, que “foi com grande esforço que fizemos a festa de Vale da Pinta, porque perdemos dinheiro e isso foi público aqui, foi assumido por nós nesta assembleia. Mas nós fizemo-la, em prol da comunidade. Não foi reconhecido, infelizmente. Não vamos prejudicar o erário público novamente para realizar a festa de Vale da Pinta”.

A terminar, Mari Vieira deixa um apelo à população de Vale da Pinta “que colabore connosco. Eu acredito que sim, porque toda a gente gosta, naquela altura, no último fim de semana de agosto, que haja festa em Vale da Pinta. Espero que colaborem no peditório, porque depois não haverá mais tempo, e que nos quatro dias estejam lá”.

Pode gostar também
Comentários
Loading...