Refeições escolares em destaque na reunião de Câmara descentralizada

 

Realizou-se na segunda-feira, 1 de agosto, na sede da AFUL (Associação Filarmónica União Lapense), na Lapa, mais uma reunião de Câmara descentralizada.

executivo

No período destinado à intervenção do público, a munícipe Sandra Clemente aproveitou para chamar a atenção dos eleitos para a qualidade das refeições servidas nas escolas de 1º Ciclo. Segundo disse, as refeições, confecionadas e servidas por uma empresa, deixaram muito a desejar no último ano letivo. “O ano passado não correu bem, porque as crianças são o futuro e passam a maior parte do tempo fora de casa. Têm de comer como deve ser, pelo menos, o almoço. Muitas das vezes a sopa era aguada, não tinha consistência nenhuma, e estamos a falar de uma coisa que não é preciso gastar muito dinheiro para pôr alguns alimentos, legumes e passar. Muitas das vezes, quando era carne, era imprópria, tipo sola de sapato, e peixe a mesma coisa”. Sandra Clemente lembrou que os pais pagam as refeições e recomendou à Câmara que pensasse bem neste assunto, “não é os pais estarem a pagar e as crianças não comerem”, concluiu.

Em desenvolvimento na edição impressa do Jornal de Cá, nas bancas sexta-feira, 5 de agosto.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.