Refrigerantes e sumos prejudiciais para crianças

Os sumos e refrigerantes fazem parte das refeições diárias de muitas famílias, será este um hábito saudável, principalmente para as crianças?

É comum ver nos carrinhos de compras dos supermercados pacotes e garrafas de sumos de fruta e refrigerantes que grande parte das famílias consome, principalmente quando há jovens e crianças, em muitos casos com menos de dois anos de idade, o que é totalmente contra indicado. Sendo estes sumos artificiais ricos em açúcares e carregados de corantes e conservantes, podem tornar-se num sério risco para a saúde.

Especialistas em pediatria chamam a atenção para o problema, alertando para o risco do consumo destas bebidas que ajuda a criar cada vez mais casos de obesidade infantil, um grave problema de saúde a nível mundial, para além de elevar o risco da diabetes na adolescência e na fase adulta. Mas não é só o excesso de açúcar que se encontra nestes produtos, tão apelativos para os mais novos, que preocupa as autoridades de saúde, são também os conservantes, muitas vezes com sódio, que podem levar a uma sobrecarga dos rins e provocar doenças muito graves.

Segundo os especialistas, não existe actualmente um problema de desnutrição infantil por falta de alimentos, mas sim por falta de vitaminas. Ainda assim, não são aconselhados sequer os sumos de fruta naturais no regime alimentar das crianças, visto conterem altos teores de frutose. Será sempre mais adequado dar-lhes a comer uma peça de fruta a um sumo de laranja natural, por este conter, no mínimo, quatro a cinco laranjas, o que poderá ser excessivo.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.