S. Martinho protege União de Freguesias da Ereira e Lapa

Opinião de Céu Clemente

“…Nesse momento, de repente, as nuvens e o mau tempo desapareceram. Parecia que era Verão! Foi como uma recompensa de Deus a Martinho por ele ter sido bom…”! (Lenda de S. Martinho)

1. Recompensa, milagre, ou o que quer que tenha acontecido, a noite de S. Martinho trouxe uma nova Mesa de Assembleia a esta União de Freguesias, votada por larga maioria.

Ao fim de um ano e à 11ª tentativa, quero acreditar que pode existir uma inversão no percurso que permita a existência de condições de trabalho conducentes à “União” efectiva da população e à verdadeira defesa dos seus interesses.

Uma mesa partidariamente tripartida, suscita num primeiro olhar a ideia de que a diversidade pode instalar ainda mais confusão. Mas para quem tem acompanhado mais de perto a situação, constata-se o empenhamento dos novos eleitos na tentativa de resolução das situações pendentes há já um ano. Exemplo disso é o Regimento da Assembleia, consecutivamente adiado pela inexistência de condições de fazer chegar ao órgão deliberativo, um documento final, com todos os procedimentos nos termos da lei em vigor, para que possa ser votado. Após duas semanas, a nova mesa, em articulação com o grupo de trabalho criado para a elaboração do regimento, deram já por concluído o documento, encontrando-se apenas a aguardar a sua deliberação na próxima Assembleia de Freguesia.

À nova mesa e aos restantes vogais da nossa Assembleia de Freguesia, votos de um bom trabalho, que proporcione o mais possível a proximidade com a população.

2. Orgão executivo completo em reunião pública
A data de 20 de Novembro assinala o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou a Declaração dos Direitos da Criança (em 1959) e a Convenção sobre os Direitos da Criança (em 1989).

Mais artigos
1 De 295

Nós por cá, assinalamos também este dia com uma reunião pública do Órgão Executivo, com o regresso de Fernando Ribeiro à liderança dos destinos da União de Freguesias, onde as actividades, de e para as crianças, mereceram grande atenção.

É deliberado proporcionar um passeio à Vila Natal em Óbidos para os alunos das escolas de Ereira e Lapa, onde as nossas crianças podem tomar contacto com decorações e cenários coloridos, inspirados na ilusão e fantasia, como a Casa da Encosta do Pai Natal, rampas e pista de gelo e muitas outras diversões fazem deste evento um momento muito especial, nesta época natalícia.

Ainda em matéria de infância e juventude, o órgão executivo delibera a ocupação dos tempos livres das férias através do Campo de Férias “Natal em União”, para crianças dos 6 aos 14 anos.

De destacar ainda a delegação de competências para os elementos que compõem o órgão executivo, as comemorações de Natal e o inventário da União de Freguesias.

Uma reunião participada por alguns elementos do público, com muitas propostas de trabalho, no entanto deliberadas com pouca convicção por parte de alguns elementos, que praticamente apenas usaram a palavra quando solicitada.
Questionado no final desta reunião de executivo, sobre o que traz o seu regresso à liderança do executivo, Fernando Ribeiro responde, que tem muitos projectos em torno de um objectivo principal: “consolidar a União”.

Em defesa do interesse das populações da União de Freguesias de Ereira e Lapa, será de relevante importância, que este órgão executivo se empenhe de facto num trabalho mais abrangente, como é seu dever, e não se limite apenas à gestão corrente a que temos assistido nos últimos tempos.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.