Samuel Pimenta veio ao Cartaxo falar de igualdade de género

A propósito das comemorações do Dia da Mulher, Samuel Pimenta veio  ao Cartaxo apresentar o seu último livro, “Iluminações de Uma Mulher Livre” e deu o mote para uma tarde de conversa sobre direitos humanos

O jovem escritor Samuel Pimenta foi o convidado da última edição de ‘Conversas com livros dentro’, no sábado, 10 de março, iniciativa que, uma vez por mês, traz autores ao Salão das Artes da Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita, no Cartaxo.

A propósito das comemorações do Dia da Mulher, que se assinalou a 8 de março, o autor veio  ao Cartaxo apresentar o seu último livro, “Iluminações de Uma Mulher Livre”, que conta a história de Isabel, que vive numa aldeia onde é rejeitada e perseguida pela população, e que decide que a única coisa capaz de a libertar do casamento opressor em que vive é matar o marido. Se, de início, a ideia lhe parece improvável, vai ganhando força à medida que recorda as histórias das mulheres do passado, de que a avó lhe falava quando, com outras mulheres, se reuniam em grupos femininos secretos para falarem de oráculos, curas e magia. Isabel é moderna, sensível, curiosa e sempre quis a sua independência.

Com uma assistência bem composta e principalmente constituída por mulheres, esta foi apenas a ‘desculpa’ para uma tarde bem passada, em que se falou dos direitos das mulheres, de estigmas, de igualdade de género, de feminismo, da sociedade e, sobretudo, de seres humanos.

Das mais de duas horas de conversa, a principal conclusão é que, apesar de a sociedade, hoje, ser bastante mais aberta, as próprias mulheres acabam por perpetuar as ideias vigentes da sociedade patriarcal, continuando sujeitas a estigmas e preconceitos, continuando a ser ‘olhadas de lado’ caso optem por viver sozinhas, continuando a criticar outras que fogem à norma, e aceitando, muitas vezes, um papel subalterno e secundário.

Samuel Pimenta nasceu a 26 de fevereiro de 1990, em Alcanhões, Santarém. Começou a escrever com dez anos e licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa.

Tem participado em diversas conferências e em encontros literários nacionais e internacionais, e colabora com publicações em Portugal, no Brasil, em Angola, em Moçambique e na Galiza. A sua obra está presente em diversas antologias, em Portugal e no estrangeiro. Alguns dos seus livros deram origem a peças de teatro e teses académicas.

Mais artigos
1 De 116

Vencedor de vários prémios, é editor e cronista, coordena o projeto «Emergente – Novos Poetas Lusófonos» e escreve para o seu blog pessoal – http://samuelfpimenta.blogspot.pt/

Pode gostar também

Comentários estão fechados.