Santarém desafia famílias a criarem sumidouros de CO2

 

 

pinheiroA Câmara de Santarém lançou o desafio às famílias scalabitanas para constituírem dois sumidouros de CO2 no concelho, durante o mês de março, no âmbito do programa “Floresta Comum”, através do qual foram atribuídos, pela Quercus, 250 pinheiros-manso.

As primeiras duas famílias interessadas em estabelecer parceria com o Município, no âmbito do sequestro de carbono, e que sejam proprietárias de meio hectare de terreno no concelho de Santarém disponível para plantação, recebem 125 pinheiros-manso, a plantar durante o mês de março de 2016, período em que se comemora o Dia Internacional da Floresta. A plantação das árvores e cuidados inerentes ao longo dos anos é da responsabilidade da família, que se compromete a não abater as árvores a médio-longo prazo, para que se atinja o significativo sequestro de CO2.

Esta iniciativa decorre no âmbito do projeto da autarquia “Raízes da Sustentabilidade”. O Plano de Ação para as Energias Sustentáveis (PAES), denominado “Estratégia de Ambiente & Desenvolvimento 20+ de Santarém”, aprovado pela Comissão Europeia, pretende reduzir em 21 por cento as emissões de CO2 equivalente até 2020.

No ano 2015 a autarquia, em parceria com uma família scalabitana, constituiu o primeiro sumidouro de CO2 do concelho de Santarém, com a plantação de 325 sobreiros.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.