Saúde e exotismo em fruto

Rico em vitaminas, fibra e clorofila, que o mantém verde mesmo em maduro, o kiwi é um fruto saboroso e muito saudável

Proveniente de algumas espécies do género actinidia, e híbridos originários do sul da China, típicos de climas temperados ou subtropicais da montanha, o kiwi é considerado o fruto com maior quantidade de vitamina C já identificado.

De formato oval, do tamanho de um ovo de galinha, tem uma casca fibrosa, baça, castanho-esverdeada, que esconde uma polpa verde brilhante com fileiras de pequenas sementes negras comestíveis, constituindo um fruto sumarento e macio, com um paladar e cheiro muito característicos. Por ser rico em clorofila, é uma das poucas frutas de coloração verde quando madura.

Particularmente rico em alguns oligoelementos, como o magnésio, o potássio e o ferro, contribui para equilibrar a tensão arterial, aumenta as defesas do organismo na prevenção das gripes e constipações, e contém quantidades razoáveis de fibras solúveis, que auxiliam a diminuição dos níveis de colesterol no sangue. A boa combinação entre as vitaminas A e E existentes no kiwi ajuda a prevenir o risco de doenças cancerosas e circulatórias, incluindo as coronárias, e melhora o desempenho do sistema imunológico. Também a vitamina B6 e a niacina se encontram neste fruto exótico, sem gordura nem teor de colesterol, cujos efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes, anti-cancerígenos e laxativos fazem dele um bom complemento alimentar diário.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.