Secundária do Cartaxo retoma projetos Erasmus+

Alunas e professoras da Escola Secundária do Cartaxo viajam até Espanha, retomando a mobilidade dos projetos desenvolvidos no âmbito do projeto Erasmus+, que a pandemia atrasou.

Após uma interrupção de dois anos, em que foi dado o pontapé de saída para o projeto Erasmus, MEYE (Mathematics in Early Years Education), ação-chave para a Cooperação e Inovação Curricular, na Escola Secundária do Cartaxo em janeiro de 2020, foi a Espanha o país anfitrião, na cidade de Valência, onde, na passada semana (28 de março a 1 de abril), participaram cinco alunas do Ensino profissional, do curso de Técnico de Ação Educativa, acompanhadas por duas docentes, a coordenadora Carla Mano Simões e Ana Isabel Vieira, de Artes e Expressão Plástica.

Estas atividades de ensino/aprendizagem visam o cumprimento dos objetivos delineados para este projeto, tais como melhorar a formação dos profissionais da educação precoce na área da didática da matemática e encorajar a cooperação e o trabalho conjunto de diferentes agentes envolvidos na Educação pré-escolar, alunos do Ensino e Formação Profissional da Ação Educativa e Apoio à Infância e Universidades.

Alunas de Espanha, Eslovénia e Portugal, sob a orientação de professores e investigadores das Universidades de Valência e Varsóvia, durante uma semana, conceberam, desenharam, testaram e avaliaram em creches e jardins de infância atividades e metodologias lúdicas para fomentar o raciocínio lógico-matemático em grupos etários dos 1-3 e 3-6 anos.

A semana foi ainda preenchida com um animado e descontraído programa cultural de visitas e promoção do património local.

Paralelamente, estão a ser desenvolvidos produtos intelectuais inovadores, traduzidos nas línguas dos países participantes, que pressupõem não apenas propostas de metodologias e guião de atividades, como também sugestões de alteração dos curricula nos cursos de formação profissional dos países envolvidos.

Ler
1 De 198

Em maio, será a vez da Eslovénia receber as equipas para mais testes-piloto e workshops com alunos de jardins de infância, a fim de testar e avaliar a eficácia dos métodos já concebidos.

Está ainda prevista a divulgação dos resultados intelectuais gerados no referido projeto, através de seis eventos multiplicadores nos países envolvidos, destinados a profissionais da educação infantil, estando já agendados dois eventos em Portugal, em junho 2022.

Os diferentes projetos Erasmus+ atrasados em dois anos devido à pandemia são agora retomados de modo a poderem ser concluídos nas datas impostas pela tutela.

Isuvol
Pode gostar também