Snoezelen: uma viagem ao céu

Por Raquel Marques Rodrigues

Sabe o que significa Snoezelen? Foi o que um grupo de idosos da residência sénior Casa da Fidalguia II foi descobrir, no passado dia 25 de maio, no espaço Girabola, no Cartaxo. Uma experiência gratificante para quem conduziu a sessão e uma experiência inesquecível para quem testou.

A palavra Snoezelen provém do holandês snufflen que significa cheirar e doezelen relaxar. Esta combinação surge como um refúgio ao stresse e como uma perspetiva lúdica e terapêutica atuando em diversas áreas tais como: saúde, formação, terapia ocupacional e reabilitação.

O conceito de Snoezelen não se limita a um espaço particular, ou uma sala específica, poderá ser realizada tanto numa sala como ao ar livre, sendo que o mais importante é a estimulação de todos os sentidos proporcionando sensações agradáveis.

Sabia que Portugal é o 3º País da Europa com mais elevado índice de dependência de idosos? Preocupam-me estes dados e a minha mente inquieta-me diariamente. Cada vez mais existem idosos com grau de dependência elevado, o que fazer para oferecer melhor qualidade de vida? Como proporcionar mais estímulos? Como envolve-los na construção do seu plano individual? Sempre a procura de novas respostas rumo a um novo desafio.

Partida às 14 horas da tarde. Meia hora antes da saída estão prontos. Curiosos da nova experiência estão animados. Querem ser os primeiros a entrar na carrinha. A Maria esquece-se da mala e o António do casaco.

Pouco mais de cinco minutos, chegamos ao destino tão ansiado. Depois de uma receção calorosa, um a um entra na sala. Não é uma sala comum, é uma sala de Snoezelen. Apresenta-se devidamente equipada com diversos produtos multissensoriais.

Mais artigos
1 De 316

Mal entra na sala, o Sr. António, de 75 anos, deslumbrado refere: “Tantas luzes… e de diferentes cores. Que maravilha estas tecnologias. Ai se os meus avós vissem isto. Antes tinham luz a candeeiro e azeite e agora tantas luzes…”. Já a Maria, de 80 anos, deita-se numa cama de água, com o apoio da psicóloga clínica que oferece uma massagem revigoradora nos pés, diz alto e bom som: “Isto é melhor que o céu… isto é melhor que o céu”. A sessão prossegue: “Que cheiro tão bom… é de tangerina”; “Que música boa que entrou nos meus ossos”; “Estou a adorar”; “Quero uma cama destas”. Entre os diversos comentários dos idosos e numa combinação perfeita ao som de música, vibrações suaves, efeitos luminosos e aromaterapia, a experiência decorreu como fonte de exploração e relaxamento para este grupo.

Acredito com avançar dos tempos, os efeitos desta terapia vão ser mais valorizados. Muitas vezes o corpo, as sensações e os sentidos são os principais meios de comunicação da pessoa. Recomendo uma sessão, porque também senti na pele e no espírito que, mais que um lugar físico deslumbrante, o Snoezelen é um espaço privilegiado para potenciar ganhos e minimizar perdas e, em especial, no envelhecimento.

Em linhas gerais, penso que quando uma experiência, por mais simples que seja, é conduzida com afeto, paixão e profissionalismo é a garantia que este é o caminho certo para afastar a ociosidade que é a mãe de todos os vícios.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.