Sociedade Filarmónica Cartaxense assaltada esta noite

Assaltaram a Sociedade Filarmónica Cartaxense esta noite, sem arrombamento, e levaram parte do património da centenária coletividade do Cartaxo.

A PSP e a Polícia Judiciária passaram toda a manhã desta quinta-feira, 30 de setembro, na Sociedade Filarmónica Cartaxense, depois de um assalto que se presume tenha decorrido durante esta noite.

Os assaltantes “limparam” uma das vitrines da entrada da instituição, levando todas as taças e troféus, de bronze e de prata, nela constantes: “recordações desta casa com mais de cem anos de vida”, lamenta Faustino da Mata, presidente da direção da centenária coletividade do Cartaxo.

Sem sinais de arrombamento, a entrada no edifício não terá sido forçada. Os assaltantes conseguiram desligar o alarme e taparam a câmara de vigilância.

Ao que parece, na vizinhança, ninguém terá dado por nada e só esta manhã, ao abrir das portas da coletividade, se depararam com o assalto.

Desolado, Faustino da Mata, adiantou ao Jornal de Cá que o caso está entregue à Polícia Judiciária, que fez um trabalho “a 200 por cento” esta manhã.

Pode gostar também