Taberna do Quinzena abre portas no Cartaxo

A Taberna do Quinzena está no edifício da antiga Horta da Fonte. O espaço conta, para já, com restaurante e com o TQ Bar Pub. Ainda durante este ano abre a discoteca

12.961

É inaugurada esta quarta-feira, pelas 18h, a Taberna do Quinzena, no Cartaxo.

O edifício que albergava a antiga Horta da Fonte, que foi, durante décadas, um dos ex-libris da cidade, mudou e alberga agora um moderno restaurante: a Taberna do Quinzena. Logo à entrada se percebem as diferenças. O espaço apresenta-se de forma muito agradável, com um bar à esquerda – o TQ Bar Pub e o restaurante situa-se no 1º andar. Neste edifício, tudo foi pensado ao pormenor. Os espaços são modernos e simples, mas de extremo bom gosto, a luz natural inunda o restaurante, que espelha o Ribatejo e o Cartaxo. Nas janelas, que mais tarde hão-de permitir a vista para a discoteca, abundam imagens do Cartaxo de outras eras, com os campos, os campinos ou a Praça de Touros; as janelas mantêm a madeira de  outros tempos; há paredes de pedra e até um candeeiro feito com garrafões de vidro.

No meio da azáfama do primeiro dia, Fernando Batista, o proprietário, recordou a história do Quinzena, fundado pelo seu bisavô há 148 anos. “Eu fiquei com o Quinzena da parte do meu pai quando ele morreu, há 23 anos, e entendi que a gente podia fazer um bocadinho mais pelo Quinzena, não é que o meu pai não o tenha feito. O Quinzena funcionava com petiscos, com uns copinhos, e eu entendi que devia alargar a almoços ou a jantares”. Neste percurso, que Fernando Batista diz ter corrido bem, “tentámos sempre trabalhar com bons preços mas com qualidade, simpatia para cativar o cliente, e é isso que nós temos vindo a fazer”.

O segundo Quinzena abriu em 2006, “estamos, também, no Santarém Hotel, que foi uma proposta que o Santarém Hotel nos fez e que nós aceitámos esse desafio, toda a área da restauração é nossa. Entretanto, também nos fizeram o desafio para funcionar um bocadinho diferente daquilo a que nós estávamos habituados, embora com a mesma qualidade, nos hiperes do Continente e do L.Clerc, e nós aceitámos esse desafio. Também abrimos um espaço na Zona Industrial, porque achávamos que havia muita gente a trabalhar e que nós poderíamos ter uma boa recetividade. Felizmente, as coisas correram bem, e hoje, com este espaço no Cartaxo, são nove espaços”.

A escolha pelo Cartaxo prendeu-se, também, com razões afetivas, confessa Fernando Batista. “Eu cresci a vir às discotecas ao Cartaxo”, afirma, ao mesmo tempo que salienta que “este espaço sempre me disse qualquer coisa, porque também era a minha juventude, e ver isto morrer… eu já vi tanta coisa boa do nosso tempo morrer, tanto no Cartaxo como em outros lados, e acho que não devia deixar morrer isto. E decidi apostar no Cartaxo mesmo por causa disso, para poder dar às pessoas do Cartaxo e às pessoas de fora um espaço, voltar a abrir um espaço mítico e que as coisas funcionassem de maneira a que as pessoas gostem e que tenham algo, no Cartaxo, para estar, para jantar, para se divertirem, para ir beber um copo e, futuramente, para ir dar um pezinho de dança”.

Mais artigos
1 De 332

Para já, a discoteca ainda não vai funcionar, até porque “são investimentos muito grandes”, e “queremos fazer uma discoteca com cabeça, tronco e membros, queremos fazer uma coisa que seja do mais isolado possível, em termos de som, para não chatearmos ninguém, e isso vai demorar mais meia dúzia de meses, se calhar. Mas ainda este ano teremos a discoteca no Cartaxo”.

“Queremos ser um restaurante de eleição para as pessoas do Cartaxo, e não só, e que, seja mau ou seja bom, as pessoas conversem connosco e digam, porque nós também podemos ter falhas, e nós gostamos que as pessoas nos chamem a atenção”, porque só assim é possível evoluir, finaliza Fernando Batista.

A Taberna do Quinzena do Cartaxo vai funcionar de segunda a domingo, nesta primeira fase. Depois, tudo indica que o dia de encerramento será à segunda-feira. O restaurante funcionará para almoços e jantares e o TQ Bar Pub vai estar aberto de quinta-feira a domingo (de quinta a sábado, das 19h às 02h; ao domingo, desde o almoço até às 24h).

Na ementa do restaurante pode contar com os sabores tradicionais. Naco de toiro bravo avinhado, magusto com bacalhau assado, coelho à caçador, arroz de peixe ou borrego assado no forno são algumas das delícias que a Taberna do Quinzena vai trazer ao Cartaxo.

Pode gostar também
Comentários
Loading...