Termómetro de Esquerda #8

O Termómetro de Esquerda é um espaço de opinião de Vasco Miguel Casimiro. Um espaço que será local, regional, por vezes nacional e até internacional. Um espaço de reflexão, de partilha, que não pretende ser imparcial nem unânime.

↑ Empresas do concelho são PME Líder e Excelência
O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P., entidade pública tutelada pela área governativa da Economia, tem por missão a promoção da competitividade e do crescimento empresarial, o apoio à conceção, execução e avaliação de políticas dirigidas à atividade industrial, visando o reforço da inovação, do empreendedorismo e do investimento empresarial, designadamente nas empresas de pequena e média dimensão.

Desde 2008 que o IAPMEI atribui o estatuto PME Líder, com o objetivo de distinguir empresas com perfis de desempenho superiores, conferindo-lhes notoriedade e criando-lhes condições otimizadas de financiamento para desenvolverem as suas estratégias de crescimento e de reforço da sua base competitiva. O grupo das PME Líder que apresentem os melhores desempenhos é, também, anualmente distinguido com o estatuto de PME Excelência, criando condições acrescidas de visibilidade para estas empresas de perfil superior. Atualmente, o estatuto PME Líder é atribuído pelo IAPMEI e pelo Turismo de Portugal (no caso das empresas do setor do Turismo), em parceria com entidades bancárias e sociedades de garantia mútua.

Durante o mês de março foram reveladas as empresas com o estatuto PME Líder de 2018, onde foram distinguidas cerca de dezena e meia de empresas do concelho do Cartaxo. Nos últimos dias, o IAPMEI anunciou as PME Excelência, onde se destacam cinco empresas do concelho que recebem esse reconhecimento: Agrotécnica, DFJ Vinhos, Isuvol, Sevefer e Via Centro.

As minhas felicitações às empresas distinguidas como PME Líder e PME Excelência. São importantes referências da economia e indústria do nosso concelho, da região e do país.

↓ Extremismo nos vizinhos espanhóis
Já se escreveu aqui, neste espaço, algumas palavras sobre os fenómenos políticos extremistas, populistas e xenófobos que vieram para ficar na Europa e no Mundo.

Mais artigos
1 De 235

Depois de Le Pen (França), Salvini (Itália), Maduro (Venezuela), Trump (Estados Unidos da América) e Bolsonaro (Brasil), chegou agora a vez de, em Espanha, ganhar força eleitoral o movimento partidário Vox, de Santiago Abascal, ex-militante do PP espanhol. O partido, criado em 2013, teve, neste ano, uma ascensão meteórica nas eleições da Andaluzia, estando agora a participar numa coligação governativa regional com os partidos da direita espanhola. Nas eleições gerais espanholas, realizadas no passado dia 28 de abril, o Vox alcançou mais de 10% dos votos (dados provisórios), conseguindo eleger cerca de 24 deputados.

Infelizmente, por cá, Nuno Melo, candidato do CDS-PP ao Parlamento Europeu, tentou branquear e normalizar este fenómeno espanhol de extrema direita, referindo que não se trata de um partido extremista e anti-imigração.

Com a proximidade das eleições europeias, que se realizam no próximo dia 26 de maio, torna-se cada vez mais importante irmos, todos, exercer o nosso direito cívico de votar pela democracia, pela defesa dos valores europeus da solidariedade e dos direitos sociais.

*Artigo publicado na edição de maio do Jornal de Cá.

Pode gostar também
Comentários
Loading...