Um tinto do Cartaxo para assinalar os 70 anos de “uma história de legado e inovação”

A sala das barricas foi palco da apresentação do vinho Adega do Cartaxo - Edição Comemorativa 2015, um tinto que assinala os 70 anos da Adega do Cartaxo.

“Uma história de legado e inovação é o mote que nos fez chegar até aqui”, começou por dizer Jorge Antunes, presidente da direção da Adega do Cartaxo, quando se dirigiu aos cerca de 80 convidados num jantar na sala das barricas que a Adega promoveu, na passada sexta-feira, 17 de maio, para assinalar o aniversário.

A Adega do Cartaxo está a celebrar os seus 70 anos com várias iniciativas a decorrer ao longo do ano, neste evento juntou representantes de entidades parceiras, equipa administrativa e clientes, num jantar onde foi apresentado o vinho tinto Adega do Cartaxo 70 anos – Edição Comemorativa 2015.

Jorge Antunes, falou das decisões importantes e das escolhas que trouxeram a empresa ao que é hoje, uma referência no Cartaxo, e aproveitou para agradecer “àqueles que, ao longo destes setenta anos, contribuíram para o crescimento e sucesso da Adega do Cartaxo. Aos nossos fundadores, que tiveram a visão de iniciar esta cooperativa, aos nossos enólogos e viticultores, cujo trabalho árduo é fundamental para a qualidade dos nossos vinhos, e a toda a equipa administrativa que assegura o bom funcionamento da nossa organização”.

Fundada em 1954, a Adega do Cartaxo, hoje é o segundo maior produtor da região dos Vinhos do Tejo. Há 20 anos, deu-se um ponto de viragem, apostou na qualidade em vez da quantidade, modernizou a área produtiva, investiu em tecnologia, elevou o patamar dos seus vinhos, e entretanto, conquistou centenas de prémios e colocou os seus vinhos ao nível dos melhores do país e do mundo.

Em 2023, a Adega teve um volume de negócios de 11 milhões de euros, uma vindima que transformou quase 12 mil toneladas de uvas, de que resultaram cerca de 10 milhões de litros de vinho. Para Jorge Antunes, estes são “números que nos orgulham e que nos permitem olhar para o futuro com uma esperança reforçada”. O presidente da direção da Adega considera ainda que estes números são um reflexo “de qualidade, compromisso e paixão pelo que fazemos. Cada garrafa produzida carrega a dedicação de todos os que fazem parte desta Adega!”

Ler
1 De 52

Adega do Cartaxo 70 Anos – Edição Comemorativa

É um tinto especial, que resulta de um blend das melhores barricas da colheita de 2015 – com estágio de 12 meses em carvalho francês com grão extrafino –, selecionadas pelo enólogo Pedro Gil Franco de entre as que se destinavam aos vinhos Desalmado, Bridão Reserva, Bridão Private Collection, Bridão Alicante Bouschet, Bridão Touriga Nacional e Bridão Trincadeira. É, por isso, um vinho com uma grande panóplia de castas: Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Trincadeira, Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah e Tinta Roriz. As uvas foram totalmente desengaçadas, esmagadas e sujeitas a uma maceração prolongada durante cinco dias, com controlo de temperatura de fermentação a 25.ºC.

Um tinto de cor granada, quase opaco, e com aroma intenso a frutos silvestres maduros, groselha, compota, geleia, juntamente com notas de chocolate. Na boca, é igualmente intenso, com a fruta a sobressair. É fresco, profundo, complexo e de boa estrutura. Taninos presentes, mas sedosos e maduros, a conferir uma boa harmonia. Excelente evolução em boca, com retrogosto pronunciado com notas de chocolate. Ótimo para acompanhar pratos de sabor intenso, especialmente carnes, para consumir à temperatura de 16.ºC. Um vinho elegante e complexo, que enaltece o terroir do Cartaxo, sub-região situada na zona do Bairro, a norte do rio Tejo. Dedicação à terra e perícia na arte de fazer vinho, numa edição limitada a 1954 garrafas, com um preço de venda ao público de €70,00.

Com forte conhecimento da região e do Portugal vinícola, a equipa de enologia e a administração da Adega do Cartaxo estão convictos que é no Cartaxo que se encontram as uvas mais equilibradas do país – ao nível da acidez, o que é um fator chave para a criação de vinhos de elevada qualidade e potencial de guarda, como é o caso deste: produzido em 2015 e engarrafado em 2017.

 

Isuvol
Pode gostar também