Vila Chã celebra mais um aniversário da Batalha de Ourique

Celebrações deste ano não contaram com a já habitual feira medieval

Vila Chã de Ourique celebrou, neste último fim de semana, os 878 anos da Batalha de Ourique. No domingo, 23 de julho, houve sessão solene, música e porco no espeto oferecido à população

Foi já com algum atraso que se iniciou a sessão solene das celebrações da Batalha de Ourique, onde o presidente da Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique, Vasco de Sousa Casimiro, frisou que, apesar de as celebrações deste ano não contarem com a já habitual feira medieval, “não quisemos deixar de assinalar esta data tão importante para a nossa terra”. Vasco Casimiro não se quis alongar mais nas palavras, dado o avançar da hora, mas não deixou de ler um poema intitulado “Vila Chã de Ourique terra de boa memória”, escrito pelo conterrâneo Francisco Monteiro Pereira.

Também teve a palavra o presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Ribeiro, ao lado de Vasco de Sousa Casimiro, do representante da Assembleia Municipal, Augusto Parreira, da presidente da Assembleia de Freguesia de Vila Chã de Ourique, Dília Canais, e dos dois membros do executivo desta freguesia, Domingos Alves e Carlos Albuquerque. E, igualmente, Pedro Ribeiro frisou a importância de celebrar “esta data tão importante para a história desta freguesia”, porque “nós vivemos de memória, da nossa identidade e ela é construida pelas mulheres e pelos homens ao longo dos anos. E nós temos esta defesa, desde há muito, da nossa convicção plena que também aqui, onde nos encontramos, foi travada essa batalha em nome de Portugal e que glórias trouxe ao nosso País. É diante desta estátua, a deusa grega da vitória, que nesta cerimónia evocamos o passado e os atos heroicos e patrióticos daqueles que nos antecederam, mas também devemos lançar aquilo que é o nosso espírito de conquista para o futuro”.

Depois dos discursos foi depositada uma coroa de flores junto ao Monumento da Batalha de Ourique, aos pés da estátua de D. Afonso Henriques. A apresentar a sessão solene estiveram o Rei e Rainha das Vindimas de Vila Chã de Ourique, eleitos na véspera, naquele mesmo sítio, onde está o monumento, num evento que contou com noite de fados.

De acordo com o presidente da Junta, foram convidadas as coletividades da freguesia para estar aqui presentes nestes dias de celebração da Batalha de Ourique. Estrela Futebol Clube Ouriquense, Rancho Folclórico “Os Campinos” de Vila Chã de Ourique e o Centro de Dia de Vila Chã de Ourique foram as associações presentes no Largo do Monumento alusivo à Batalha de Ourique que ajudaram a animar a festa com comes e bebes, durante este fim de semana de festa. O dia estava quente e o ambiente agradável, apesar de estar menos composto que noutros eventos ali decorridos, talvez por estarmos em tempo de férias. Algumas dezenas de pessoas assistiram à sessão solene e ficaram para almoçar o porco no churrasco, oferecido à população pela Junta de Freguesia.

Mais artigos
1 De 71

Neste dia, a animação musical esteve a cargo dos Tintus Brass Band e, à tarde, foi o grupo de música popular ‘Os Cartaxinhos’ a avivar este dia de festa em Vila Chã de Ourique.

De lembrar que, nos últimos dez anos, as celebrações da Batalha de Ourique foram organizadas pela Junta de Freguesia em parceria com o Centro Social Ouriquense, que ali promoveu a Feira Medieval. Sem condições para que este ano se voltasse a realizar o evento, a Junta de Freguesia decidiu fazer “uma celebração humilde”, como reconheceu ao Jornal de Cá, Vasco de Sousa Casimiro, justificando que “foi aquilo que pudemos fazer, para dizer à população que não nos esquecemos desta data, sempre a afirmar que foi aqui a Batalha de Ourique”.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.