Vila Chã de Ourique aprova orçamento de 189 mil euros

Os eleitos na Assembleia de Freguesia aprovaram o orçamento da Freguesia para 2020, na sessão realizada no passado dia 13 de dezembro.

Um orçamento de 189.428 euros, mais 12.000 euros que em 2019 e mais 21.000 euros em relação a 2018.

O aumento de verbas neste orçamento (receitas) deve-se ao aumento das transferências através do contrato interadministrativo, mas também à entrada prevista de verbas dos ossários, construídos em 2019. Do lado da despesa, há a registar o aumento das despesas com o pessoal, fruto dos procedimentos concursais para a entrada de um técnico administrativo e de um assistente operacional.

O orçamento 2020 traduz “as linhas programáticas do projeto de desenvolvimento autárquico para o quadriénio 2017/2021”, começou por dizer o presidente do executivo da Junta, Vasco Casimiro, acrescentando que “a proposta que apresentamos assenta numa linha de continuidade do trabalho desenvolvido e nas linhas orientadoras deste executivo, procurando cumprir os projetos e atividades previstas e alcançar a prossecução dos objetivos estratégicos, definidos nos grandes eixos de atuação: dar relevo ao património histórico, cultural e tradicional da freguesia; dar continuidade à requalificação da numeração e do local dos falecidos no cemitério; obra de reconstrução do muro do cemitério, devido ao desmoronamento que ocorreu a meados de maio deste ano; os projetos de manutenção inerentes aos jardins e largos; assim como organização e abertura parcial da Casa da Cultura; o estudo e projeto de reconstrução do parque de estacionamento e estaleiro da Freguesia, serão as metas a atingir pelo executivo, em colaboração com o Município. O Mercado terá uma intervenção ao nível da cobertura e espaços adjacentes”.

Maria João Almas, da coligação Juntos Pela Mudança (JPM), destacou que a verba vinda do FFF (Fundo de Financiamento das Freguesias) “praticamente, vai todo para vencimentos”, num total de 42 por cento da receita do orçamento, “e ainda vai aumentar, porque vai entrar um que ainda não está aqui espelhado. E depois também temos o aumento o ordenado mínimo nacional”.

“Gostava de ver mais coisas no Plano Plurianual de Investimentos. O maior valor é o da obra do cemitério, os outros são valores muito baixos”, lamentou a eleita.

Mais artigos
1 De 63

Os cerca de dez mil euros que a Freguesia vai receber a mais através do acordo interadministrativo destinam-se “à educação, e é lá que se vai investir. Para aquilo que queremos fazer no Jardim de Infância, principalmente, no início, dez mil euros já dá. É o chão da sala, que no início de janeiro já fica pronto e são as casas de banho, colocar urinóis novos, azulejos, mais lavatórios grandes. Passa a ter mais valências e urinóis adequados às crianças”, explicou o presidente.

O orçamento foi aprovado por maioria, com as abstenções dos três eleitos da JPM.

Pode gostar também
Comentários
Loading...