Vinhos Rui Franco vencem com o melhor tinto

Os premiados nos concursos de Vinhos na Produção do Concelho do Cartaxo e do Tejo, que tiveram este ano a sua 35ª e 20ª edição, respetivamente, foram conhecidos no primeiro dia da Festa do Vinho & Pão, no encerramento do seminário ‘Da Vinha ao Vinho, Porque não com Pão’, que decorreu no dia 30 de abril, no pavilhão municipal de exposições.

No Concurso do Concelho do Cartaxo, o primeiro prémio Tinto foi atribuído ao produtor Rui Manuel Silva Franco (Vinhos Rui Franco), o segundo à Adega Cooperativa do Cartaxo e o terceiro ao produtor António Manuel Gomes Faia.

Nos brancos, foi a Sociedade Agrícola Casal do Conde a ver o seu vinho ser reconhecido pelo júri com o primeiro lugar, a Casa Agrícola Quinta do Falcão classificou o seu vinho branco em segundo e a terceira posição foi atribuída a Encostas do Avô – Marco Silvestre.

Na categoria Rosé, os três primeiros classificados, mantiveram-se exatamente como no mesmo Concurso, em 2018, a Adega Cooperativa do Cartaxo voltou a arrecadar um primeiro lugar, a Pitada Verde – Produção Agrícola classificou-se em segundo e a Sociedade Agrícola Casal do Conde, em terceiro.

O vinho tinto de Rui Manuel da Silva Franco arrecadou também o prémio especial do júri – atribuído pela primeira vez nesta edição do concurso para distinguir o melhor vinho em todas as categorias.

Vinhos Tejo
No Concurso de Vinhos Tejo, Rui Manuel da Silva Franco, de Pontével, no concelho do Cartaxo, venceu na categoria Tinto, a Enoport, de Rio Maior, recebeu o segundo lugar e a Sociedade Agrícola Cova da Caldeira, de Azambuja, o terceiro lugar.

Mais artigos
1 De 15

Na categoria Branco, venceu a Adega Cooperativa de Almeirim, a Quinta dos Penegrais, de António Carvalho Machado, de Rio Maior, recebeu o segundo prémio e a Sociedade Agrícola Cova da Caldeira, o terceiro.

Nos rosés, a Sociedade Quinta da Ribeirinha, de Santarém, recebeu o primeiro prémio, a Sivac, SA, de Azambuja, ficou em segundo e a Adega Cooperativa do Cartaxo, arrecadou o terceiro lugar da classificação.

Em todas as categorias dos dois concursos foram ainda atribuídas menções honrosas: no vinho Branco, Casa Agrícola Faia &Filhos Lda. (Valada); Francisco dos Reis Mata (Pontével); e Adega Cooperativa do Cartaxo. No Tinto receberam menção honrosa: Sociedade Agrícola Casal do Conde, S.A. (Valada); Abílio de Oliveira Rodrigues (Pontével); Casa Agrícola da Quinta do Falcão, Lda. (Vila Chã de Ourique); Quinta dos Filipes – Golden Grape (Cartaxo/ Vale da Pinta); e Casa Agrícola Faia & Filhos, Lda. (Valada). Nos Rosés recebeu a menção honrosa Rui Manuel da Silva Franco (Pontével).

As provas dos dois concursos tiveram José Rodrigues como presidente do júri que contou com nove provadores – Pedro Gil, Maria Vicente, Francisco Cruz Ferreira, Carlos Sardinha, Maria Lucinda Carvalho, Verónica Pereira, Helena Mira, António Gaspar e Hernâni Magalhães. No total, estiveram a concurso 102 vinhos – 48 vinhos tintos, 37 vinhos brancos e 17 vinhos rosé.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.