“Não somos melhores, somos diferentes”, declarou Jorge Tavares

Jorge Tavares tomou posse como diretor do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita, para o quadriénio 2021/ 2025, na passada segunda-feira, ao final do dia, no Centro Cultural do Cartaxo.

“Honestidade, responsabilidade, ambição e dedicação” foram, adjetivos usados, logo ao início da cerimónia oficial de tomada de posse de Jorge Tavares, durante a apresentação de um vídeo com alguns momentos dos últimos quatro anos do Agrupamento, para caracterizar o diretor, reeleito no passado mês de junho para o seu sexto mandato.

Nesta reunião alargada do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo, para a tomada de posse do diretor, contou com a presença de várias individualidades e uma forte presença de diferentes elementos desta comunidade educativa. A presidir à mesa do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo, Maria São José fez-se acompanhar do diretor Jorge Tavares, do presidente da Câmara do Cartaxo Pedro Ribeiro e do Delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo, Francisco Neves. Todos discursaram, assim como também tiveram a palavra professores, alunos e pais do Agrupamento, repetindo os elogios inicialmente atribuídos ao diretor e até acrescentando. O professor, já aposentado, Mário Gonçalves descreveu-o como “um homem bom, com um coração extremamente aberto”.

Jorge Tavares, “reeleito por unanimidade dos presentes na reunião do Concelho Geral, por 12 votos”, disse estar “com o mesmo entusiasmo da primeira vez” e mesmo considerando que “nada se repete, à exceção do amor”. “Não somos melhores, somos diferentes. Diferentes na forma como sentimos, como ajudamos e na forma como projetamos caminhos e esperança na vida dos nossos alunos. Temos uma oferta educativa como não há paralelo, respostas para todos os alunos. Nenhum aluno pode ficar para trás”, declarou, desfiando as diferentes ofertas educativas do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita e também os vários projetos de futuro que pretende ver implementados nos próximos anos, que vão desde obras de beneficiação à criação da segunda sala de pré-escolar no Cartaxo, passando, entre outros, pelo reforço do ensino experimental e dos planos de mentoria, assim como do alargamento da dimensão prática e experimental dos cursos profissionais.

Para além do momento oficial de tomada de posse e dos discursos, houve momentos musicais interpretados por alunos do Agrupamento, um dos quais o filho de Jorge Tavares que presenteou o pai e a plateia com o seu acordeão.

Pode gostar também