Incêndios: Cartaxo aprova plano operacional municipal

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Cartaxo aprovou por unanimidade o Plano Operacional Municipal (POM) que define os meios e recursos disponíveis no concelho para as ações de vigilância, deteção, primeira intervenção, combate e rescaldo para a época de incêndios.

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Cartaxo reuniu-se no dia 17 de junho, por videoconferência, para apresentação e discussão do POM, que visa fornecer informação de apoio ao planeamento das ações de prevenção e combate a incêndios rurais, estabelecendo procedimentos operacionais para os sistemas de coordenação e para os dispositivos de vigilância, deteção e combate.

O POM é elaborado anualmente pelo Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal e elenca os recursos humanos e materiais disponíveis, sistematizando a informação, para que as entidades envolvidas possam ter acesso rápido à informação em caso de incêndio no concelho.

De acordo com o município do Cartaxo, na reunião foi ainda abordado o trabalho do Serviço Municipal de Proteção Civil no âmbito da limpeza de terrenos pelos proprietários, cujo prazo foi prorrogado até ao dia 31 de maio (devido à pandemia da Covid-19), estando a decorrer as notificações aos proprietários que não efetuaram a limpeza a que estavam legalmente obrigados.

Na reunião estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Ribeiro, a coordenadora do SMPC, Ana Coelho, o comandante dos Bombeiros Municipais, Vítor Rodrigues, o comandante da GNR, Paulo Belchior, o comandante da PSP, Vítor Antunes, o representante do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Nuno Marques, e ainda José Belo, presidente da Junta de Freguesia de Vale da Pedra, em representação das juntas de freguesia do concelho.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.