Comissão mantém SFIP em funcionamento

Os sócios da SFIP não deixaram que a coletividade encerrasse portas e aprovaram a criação de uma comissão administrativa e de gestão para a dirigir

Os sócios da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense (SFIP) não deixaram que a coletividade encerrasse portas e aprovaram a criação de uma comissão administrativa e de gestão para dirigir a SFIP.

Recorde-se que a direção terminou funções em 31 de dezembro de 2017. Na ocasião, não apareceram listas concorrentes aos órgão sociais da coletividade e os elementos da direção mantiveram-se em funções.

No entanto, e como à quarta Assembleia Geral eletiva continuou sem aparecer ninguém, os elementos da Comissão Administrativa fizeram um ultimato aos sócios, assegurando que só manteriam a coletividade a funcionar até à realização de nova assembleia após as festas em honra de Nossa Senhora do Desterro.

Na assembleia de quarta-feira, 19 de setembro, a criação da comissão administrativa e de gestão, por um prazo de 90 dias, foi aprovada por unanimidade, por continuarem a não aparecer listas candidatas aos órgãos sociais da SFIP.

A Assembleia Geral desta quarta-feira foi já a quinta assembleia eletiva, sem que de qualquer delas tivesse saído ‘fumo branco’.

Assim, a comissão, constituída por nove elementos, é presidida por José António Sobreira, que tem a acompanhá-lo Caetano Vieira, José António Silva, António Ferreira, Mário Silva, Luísa Duarte, José Tavares, Cidaliza Freitas, Ernestina Delgado, Telmo Pita e José Ribeiro.

 

Pode gostar também