Rota da Cultura Avieira apresentada em Valada

A Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo e o Município do Cartaxo apresentaram a “Rota da Cultura Avieira”, integrada nas Rotas Culturais do Alentejo e Ribatejo, esta sexta-feira, 19 de junho, em Valada.

A apresentação decorreu junto à fluvina, com a presença do presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva e do presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Ribeiro, entre outros convidados, como a presidente da Junta de Freguesia de Valada, Margarida Abade.

Durante a manhã, antes da vinda para o concelho do Cartaxo, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo visitou o Museu do Escaroupim e o Rio e à aldeia avieira do Escaroupim, no concelho de Salvaterra de Magos, onde também foi apresentada a Rota da Cultura Avieira, um dos quatro percursos diferenciados das Rotas Culturais do Alentejo e Ribatejo, com programas de três e sete dias de visita.

Na consulta ao folheto das Rotas Culturais do Alentejo e Ribatejo, encontra-se um programa de sete dias de viagem pela Cultura Avieira do Tejo e do Sado, passando o primeiro dia de visita pelo concelho do Cartaxo, “com visita à aldeia avieira da Palhota” – já depois de visitada a aldeia avieira do Porto da Palha, no concelho de Azambuja. Após a visita à Palhota, em Valada, é sugerido aos visitantes, neste folheto promocional, “um almoço regional” – sem referências – sugerindo-se ainda que, “perto do Cartaxo”, se “descubra a igreja matriz de Pontével”, assim como “a história da doçaria tradicional”, provando “uma caspiada de Cartaxo, numa pastelaria local”. Depois disto, os visitantes são remetidos para Santarém, “Capital do Gótico”, para passear durante o final da tarde e lá jantar e pernoitar. No programa de três dias, sugere-se que os visitantes passem pelo nosso concelho, para visitar a Palhota, em Valada, fazer um passeio de barco no rio e visitar o Museu Rural e do Vinho, no Cartaxo.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.