Teatro para as escolas alerta para questões de cidadania

“Do Bosque para o Mundo”, de Miguel Fragata e Inês Barahona, é a peça que vai subir ao palco do Centro Cultural do Cartaxo na manhã do dia 24 de maio, sexta-feira, para duas sessões destinadas aos alunos do 5º, 6º e 7º ano dos dois agrupamentos de escolas do concelho – Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo e Agrupamento de Escolas D. Sancho I de Pontével.

Será a oportunidade para cerca de 600 crianças de todo o concelho de refletir, no âmbito da disciplina Cidadania, sobre questões tão difíceis como prementes na sociedade e na história atual – Será possível explicar a crise dos refugiados às crianças? Será que as histórias reais da atualidade transbordam os limites da crueza do imaginário tradicional? Do Mundo, o que escolhemos contar? A estas questões quer responder “Do Bosque para o Mundo”, ao contar a história de Farid.

Farid é um rapaz afegão, de 12 anos, com uma história que poderia ser igual à de muitos outros rapazes, não fosse ter sido enviado pela mãe para a Europa, para um sítio seguro. Farid é um refugiado. “Do Bosque para o Mundo” confronta-nos com a dureza e a coragem. Confronta-nos com a história de um rapaz, entre a vida e a morte, e faz-nos olhar para a nossa própria história.

Pode gostar também
Comentários
Loading...