Agroglobal vai sair do Cartaxo

A Agroglobal vai sair de Porto de Muge e do concelho do Cartaxo, a notícia foi avançada, esta tarde, por Joaquim Pedro Torres no encerramento da maior feira profissional agrícola do País.

No último dia do certame, no Auditório Sevinate Pinto, foi assinado o protocolo da passagem da organização de Joaquim Pedro Torres e Manuel Froes para o CNEMA. Eduardo Oliveira e Sousa e Luís Mira assinaram o protocolo pelo CNEMA.

Joaquim Pedro Torres referiu que “esta feira tem um enorme potencial” e apontou como motivo para esta mudança a necessidade de a Feira, para crescer, precisar de outras condições, “estamos em pleno campo e as infraestruturas começam a ceder” e disse, ainda, que “é a altura ideal para levar esta Feira para um sítio onde haja condições para alojar mais gente”.

Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP (Confederação dos Agricultores de Portugal) e do CNEMA, elogiou o certame e agradeceu a Joaquim Pedro Torres a cedência da organização sem qualquer contrapartida.

Assim, tudo indica que o certame tal como o conhecemos até aos dias de hoje morreu. A próxima edição, que ainda não se sabe quando vai acontecer, é provável que já seja no CNEMA, em Santarém.

O concelho do Cartaxo perde a maior feira profissional agrícola do País e uma das maiores do mundo.

Ler
1 De 2

Ganha Santarém e o CNEMA que passarão organizar a Agroglobal.

Pode gostar também