Área de Serviço estreia espetáculo na Praça 15 de Dezembro

“Um Bom Argumento” é o próximo espetáculo da Área de Serviço, encenado por Frederico Corado, com estreia marcada para dia 10 de setembro, na Praça 15 de Dezembro, frente à Câmara Municipal do Cartaxo. A entrada é livre.

 “Setembro é a rentrée teatral e esse é o melhor argumento para a Área de Serviço regressar aos palcos depois de um longo período afastada por causa da pandemia”, refere a nota da companhia de teatro sediada no Cartaxo, adiantando que “Um Bom Argumento” quer ser “um espetáculo para o agora, pensado no público, no seu regresso ao teatro e na necessidade milenar de nos rirmos de nós mesmos”.

“Um Bom Argumento” junta duas histórias sobre infidelidade, criatividade, amor, mas tudo com muito humor. Romeu Bento, um homem paranoico, ex-publicitário, tem seguido de forma compulsiva José Lourosa, um argumentista, convencido de que este lhe roubou a sua ideia, ou antes a sua vida, para fazer um filme de sucesso. Entretanto passamos a casa de Rita e Sheila que estão num jantar em sua casa com Virgínia e David. A certa altura aparecem os antigos donos da casa e entram numa espiral que vem revelar muitos segredos escondidos.

O espetáculo conta com as interpretações de Pedro Cavaca, Vânia Calado, Mónica Coelho, Gabriel Silva, Carolina Seia, Rui Manel, Inês Custódio, Maria Inês Barreiro, João Vítor e Gonçalo Sereno.

Esta é uma produção da Área de Serviço (Frederico Corado, Mário Júlio, Rui Manel, Florbela Silva e Vânia Calado), com encenação de Frederico Corado, que é também responsável pela colagem de textos e a conceção cenográfica. Mário Júlio Reis é responsável pela execução cenográfica, assim como pela encenação e direção de cena. Coordenação de Guarda-Roupa é de Florbela Silva; cabelos por Ana Carvalho e maquilhagem por Helena Magalhães. Design é de Rui Manel; direção técnica e desenho de luz de Miguel Sena e montagem de Mário Júlio.

O espetáculo é financiado pelo Plano de Ação Programação em Rede, da responsabilidade da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo – CIMLT, que conta com o apoio da União Europeia (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), Portugal 2020 e Alentejo 2020.

Pode gostar também