Cartaxo com novas medidas no combate à Covid-19

Cerca de 48 horas após Pedro Ribeiro ter implementado novas medidas no combate ao coronavírus, depois do concelho do Cartaxo ser considerado de risco elevado pela Covid-19, o Presidente da República anunciou que vai ser decretado estado de emergência a partir de segunda feira, dia 9 de novembro.

Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, reuniu no dia 3 de novembro a Comissão Municipal de Proteção Civil para adotar medidas, adicionais às do governo, implementadas em 121 concelhos, entre os quais o Cartaxo, em risco elevado pela Covid-19, com alterações no funcionamento ou encerramento de equipamentos e serviços municipais para a prevenção, contenção e mitigação da Covid-19,

O mercado mensal e o semanal mantêm-se, desde que sejam cumpridas as normas de segurança da Direção Geral de Saúde e os planos de contingência já aprovados pela Proteção Civil, assim como se mantêm os serviços públicos de atendimento presencial por marcação, mantendo-se também a continuidade dos serviços através de meios digitais e dos centros de contacto com os cidadãos e empresas.

A biblioteca municipal Marcelino Mesquita e o parque de Santa Eulália vão permanecer abertos, ao contrário do Centro Cultural do Cartaxo, do Museu Rural e do Vinho, do Centro de Convívio, das Piscinas Municipais com a exceção para os atletas de competição, do Pavilhão do INATEL, dos Parques infantis municipais, do Estádio Municipal com exceção dos clubes desportivos, sendo o horário de encerramento às 22:30h, do Centro de Promoção Vitivinícola e do Auditório da Quinta das pratas (com exceção dos eventos e ações de formação profissional já autorizadas e que respeitam as normas da DGS).

O Complexo Cultural e Desportivo da Quinta das Pratas mantém-se aberto apenas para as atividades praticadas pelos clubes desportivos nos campos de ténis, para acesso aos campos de Padel e para a prática das aulas de educação física do universo educativo, todas estas respeitando as orientações da DGS.

No cemitério municipal, que passa a funcionar das 8h30 às 17h30, é obrigatório o uso de máscara, desinfeção das mãos à entrada e saída, assim como o distanciamento físico de segurança entre as pessoas, quer no exterior ou interior do cemitério. Além disto, as instalações sanitárias continuam encerradas e está proibida a partilha de objetos comunitários, como baldes, vassouras e outros equipamentos de limpeza, uma vez que são materiais de uso comum e potenciais transmissores do vírus.

Mais artigos
1 De 516

A permanência dos visitantes no cemitério não pode ultrapassar os 10 por cento da ocupação máxima da área de circulação, que são 56 pessoas. No exterior não é permitido o ajuntamento de mais de 5 pessoas salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar e junto das campas só poderão permanecer duas pessoas, durante o tempo estritamente necessário. Durante a realização de cerimónias fúnebres, o acesso está limitado, sendo permitida a entrada das entidades religiosas, agentes funerários e familiares, condicionados a um máximo de 20 pessoas.  

Todas estas medidas vão sendo avaliadas e monitorizadas permanentemente e podem ser alteradas ou revistas sempre que for necessário.

Entretanto, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que vai ser debatido e aprovado, esta sexta feira, o estado de emergência que entra em vigor de 9 a 23 de novembro. Depois desta reunião, Marcelo Rebelo de Sousa fará uma declaração ao país sobre esta decisão.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.