Incêndio na Câmara do Cartaxo foi há 50 anos

Faz hoje 50 anos que um grande incêndio destruiu o edifício dos paços do concelho, no Cartaxo.

Nesse fatídico dia 4 de dezembro os cartaxeiros acordaram em sobressalto com o barulho das sirenes que alertavam para um incêndio de grave dimensão. Era a memória de toda uma população que se esvaía em lânguidas colunas de fumo naquele início de manhã fria.

As chamas de uma grande intensidade consumiram o antigo edifício da Câmara Municipal do Cartaxo durante largas horas e as causas do incêndio ficaram por se saber.

O edifício centenário, que marcou gerações, ficou praticamente destruído. Ali funcionavam, para além dos serviços camarários, o Tribunal, as Finanças, uma prisão e duas salas de escola primária.

Doze anos depois, a 27 de junho de 1982, era presidente de Câmara Renato Campos, quando foi inaugurado o novo edifício, da autoria do arquiteto João Simões – que já tinha sido responsável pelo projeto do Mercado Municipal –, com um grande painel de azulejo de Querubim Lapa que é hoje um dos ícones da cidade.

Ler
1 De 1.123

A cerimónia de inauguração do novo edifício foi presidida pelo então Presidente da República Ramalho Eanes.

As fotos da autoria de Fernando Rovisco Ribeiro, diretor do antigo Colégio Marcelino Mesquita, fazem parte do arquivo do Museu Escolar do Concelho do Cartaxo.

Pode gostar também