Secundária do Cartaxo abre portas esta segunda-feira

É já na próxima segunda feira, dia 18 de maio, que, cumprindo o plano de desconfinamento decretado pelo Governo, as escolas voltam a abrir as suas portas para receber os alunos do 11.º e 12.º anos e 2.º e 3.º anos dos cursos de dupla certificação do ensino secundário. Uma abertura com medidas de higienização e segurança mais exigentes, de modo a dar resposta a todas as diretrizes da Direção Geral de Saúde (DGS) para a prevenção e combate à Covid 19.

A garantia de cumprimento das orientações da DGS foi assegurada pelo diretor do Agrupamento Marcelino Mesquita, Jorge Tavares, esta sexta-feira, 15 de maio.

“Há um trabalho conjunto entre autarquia, agrupamentos e associações de pais, que exigiu um esforço suplementar por parte de todos os envolvidos, para darmos todo o apoio a alunos, encarregados de educação, docentes e não docentes para que o regresso à escola seja feito em segurança”, assegurou o presidente da Câmara, Pedro Ribeiro.

As novas medidas serão visíveis logo à entrada da Escola Secundária, onde os alunos terão de proceder à desinfeção das mãos e estar munidos de máscara. Estas máscaras serão entregues aos alunos na escola, tendo sido distribuídas pelo Governo, com a colaboração das Forças Armadas, aos agrupamentos escolares de todo o país, para além de outro material como viseiras, luvas e aventais.

Para garantir o cumprimento do distanciamento físico exigido, sempre que o número de alunos por turma não o permitir, estas poderão ser desdobradas. Para além disso, os espaços considerados como não essenciais, tais como o bar e a sala de alunos, permanecerão encerrados. A biblioteca e o refeitório estarão abertos, tendo, no entanto, a sua lotação máxima reduzida em 1/3, e sinalética indicando quais os lugares que podem ser ocupados.

Os novos horários serão ainda disponibilizados na Plataforma Moodle do Agrupamento, logo que estejam disponíveis, uma vez que houve necessidade de refazê-los para respeitar as recentes alterações legislativas e orientações da DGS.

Mais artigos
1 De 125

As primeiras aulas do dia terão inicio às 10h e as últimas terminarão às 17h. A carga horária de cada aluno concentrar-se-á sobretudo num dos períodos, manhã ou tarde, podendo haver dias em que não terá de se deslocar à escola.

As aulas serão lecionadas em tempos de 50 minutos, seguidas de intervalos de 10 minutos em que, de modo a garantir a segurança de todos, os alunos não poderão sair da escola.

Algumas das disciplinas sujeitas a exame nacional, que agora passam a ter aulas exclusivamente presenciais, vão continuar a ser lecionadas através da plataforma informática Microsoft Teams Education, pelo facto dos respetivos docentes pertencerem a grupo de risco. Nesse caso, os alunos serão acompanhados em sala de aula por um docente que assegura a coadjuvação.

Apesar de estarem asseguradas todas as orientações da Direção Geral de Saúde para garantir a segurança de todos os envolvidos neste regresso, os encarregados de educação poderão optar por não levar os seus educandos às escolas, estando estas faltas justificadas. A partir de segunda feira, dia 18, os encarregados de educação e os alunos maiores de idade terão 10 dias úteis para comunicar esta intenção, sabendo, à partida, que as escolas não estão obrigadas a prestar serviço remoto para compensar estas aulas.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.