Chuva forte volta a fazer estragos no Cartaxo

Passados quinze dias, o Cartaxo voltou a alagar com a chuva forte, interditando a circulação na Serpa Pinto, onde se formou, novamente, uma piscina, e também na Rua da República. As ocorrências iniciaram-se na manhã deste domingo e repetem-se hoje, dia em que os técnicos estão no terreno a avaliar os problemas.

Na manhã deste domingo, e também na manhã de hoje, 10 de maio, voltou a formar-se uma piscina na Sua Serpa Pinto, no entroncamento com a Rua de São Sebastião, onde há quinze dias, no dia 25 de abril, as fortes e intensas chuvadas que caíram por volta da hora de almoço provocaram o rebentamento do piso, recentemente colocado no âmbito da requalificação da Rua S. Sebastião, inundaram a estrada, o passeio e as caves do prédio ali existente.

Uma situação que foi discutida em Assembleia Municipal (e sobre a qual lhe falamos na edição de maio do Jornal de Cá, já em banca), decorrente de um problema que o presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Ribeiro, disse na altura já estar identificado e que não está solucionado porque era uma intervenção prevista no âmbito da requalificação da Serpa Pinto, que entretanto não seguiu em frente por falta de empresas interessadas em pegar naquela obra.

Perante a ocorrência do domingo de 25 de abril, Pedro Ribeiro disse que o município não iria esperar pela requalificação da Rua Serpa Pinto e que ia avançar com a obra de ligação da caixa coletora que se encontra naquele entroncamento, e que recebe as águas pluviais das ruas de S. Sebastião, da República e Mouzinho de Albuquerque, à ribeira.

Esta manhã, Pedro Ribeiro disse ao Jornal de Cá que os técnicos se encontram no local para avaliar os problemas, mantendo-se interdita à circulação na Rua da República. “Estamos a acionar as garantias das obras na Rua Mouzinho de Albuquerque e da Rua da República, poderá haver ali uma ou outra situação que não esteja perfeita e está a ser alvo esta manhã de avaliação, até a nível da própria conduta”, informa o presidente. Estas ruas sofreram abatimentos do piso, nalguns locais, e o levantamento do piso, provocando buracos na via, estando neste momento cortadas ao trânsito.

Entretanto, relativamente à obra de ligação da conduta à ribeira, na Serpa Pinto, Pedro Ribeiro diz que, “nesta altura, estamos na fase da consulta às empresas e temos a expectativa de, logo que tenhamos estimativa orçamental, avançar para o procedimento de adjudicação”, mantendo a expectativa de que a obra possa avançar ainda em maio.

Ler
1 De 575

Para além das ruas aqui descritas, houve ainda algumas situações numa garagem na rua do Gil, problemas na Rua da República no entroncamento com a Rua José Ribeiro da Costa e também a Rua do Jardim ficou sinalizada pelo risco de abatimento do piso, numa zona onde houve uma obra da Cartágua e que já há 15 dias abateu.

Pode gostar também