“Não validarei orçamentos municipais que contrariam os interesses das freguesias”

Entrevista do Jornal de Cá a Edgar Melo, candidato da CDU à União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta, nas eleições autárquicas de 26 de setembro.

Como vê a União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta na atualidade?
Vejo que o Cartaxo e Vale da Pinta são duas freguesias com muitas potencialidades por explorar e que para além da falta de investimento, tem havido uma enorme insuficiência na resposta às necessidades da população ao não cuidar adequadamente dos espaços públicos. A Junta da União de freguesias não tem revelado capacidade para acudir a todos os problemas que as freguesias enfrentam, e ao executivo faltou no último mandato a força para exigir e reivindicar tudo a que tem direito, celebrando contratos de execução com a Câmara Municipal sem assegurar as verbas adequadas para a realização das mesmas.

Vale da Pinta, o parente mais pequeno desta união, sai logo à partida em desvantagem, desde obras necessárias que se arrastam por demasiado tempo, como a Fonte de Cima, o Parque de Estacionamento do Mercado, até aos problemas mais estruturais e complicados de resolver que ficam eternamente adiados na sua resolução, como por exemplo os anexos do Ringue de Futebol e ou até as questões ligadas ao saneamento básico.

No Cartaxo, é também evidente a falta de investimento e não estivéssemos em ano de eleições, continuaríamos sem ver manutenção no espaço público. É preciso uma maior intervenção da Junta de Freguesia para intervir nos problemas, até porque fica em muitos casos à espera da Câmara Municipal para os resolver, o que implica um adiar inaceitável dos mesmos para um futuro longínquo demais.


Quais as suas prioridades para União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta?
As prioridades têm necessariamente de se desenvolver em diversas frentes, a limpeza, a manutenção a conservação e a requalificação dos espaços públicos e do mobiliário urbano a todo o tempo do mandato, não esquecendo os edifícios que carecem de intervenções urgentes, exigir contrapartidas financeiras justas para os contratos de execução celebrados com o Município, melhorar as acessibilidades para os fregueses com mobilidade reduzida, prestar apoio protocolado às associações e coletividades, apoiar e dinamizar as instituições de apoio à terceira idade, criar condições para promover um orçamento participativo, reativar os fontanários públicos, reabilitar o centro de convívio em colaboração com o Município, dinamizar o espaço rural promovendo a criação de hortas urbanas, promover o ecoturismo e o turismo rural, através das competências da junta de freguesia devolver a salubridade a estas freguesias, fomentar o desenvolvimento, dar ou recuperar vida ao Cartaxo e a Vale da Pinta.


O que ambiciona para a União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta?
Em Primeiro lugar, criar as condições necessárias para que as pessoas se sintam bem, com as freguesias mais bem cuidadas e agradáveis para se viver, com estradas bem pavimentadas, com vias pedonais e estacionamentos bem definidos em todas as ruas das freguesias, com as ruas embelezadas não só pelo mobiliário urbano, mas também por vegetação, com sinalização adequada, onde se preservem as boas tradições e se apoie a reconstrução e manutenção dos edifícios no respeito pela traça tradicional, em que se criem condições para revitalizar o comércio local, através de iniciativas regulares e que em tudo o que se projete e se realize, haja a preocupação de respeitar o meio ambiente.

Ler
1 De 30

Em segundo lugar, auscultar a população e se assim for a sua vontade, tomar todas as diligências necessárias para a reposição administrativa das freguesias, promovendo a sua desagregação e que assim se criem as condições, não só para uma maior participação democrática dos Cartaxenses e dos Valedapintenses, mas também que cada freguesia tenha as condições para melhor resolver, à sua maneira, os problemas que enfrenta.


O que é que a União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta tem a ganhar com a sua eleição?
A Competência, a Honestidade, o Trabalho, o Rigor e a Transparência, que os eleitos da CDU fazem elevar no cumprimento dos cargos para que são eleitos.

Exigiremos do Município a execução das obras de sua responsabilidade: a requalificação de rede viária;

a reabertura da estrada nacional 3; a construção da via pedonal/Ciclovia entre o Cartaxo e Vila Chã de Ourique; a reabilitação do mercado municipal do Cartaxo; a criação de novos espaços para a prática de desporto, e a reabilitação dos existentes; a requalificação da ETAR do Cartaxo, senão mesmo a construção de uma nova; a canalização dos esgotos a céu aberto e o seu tratamento; a substituição urgente das condutas de distribuição de água para consumo doméstico ainda existentes, em fibrocimento; a abertura dos WC públicos na sede do concelho; pugnar pela reabertura dos parques infantis; pugnar pela reversão do contrato com a Cartágua; pugnar por mais médicos de família; pugnar por um melhor serviço de transporte público de passageiros (TUC); fiscalizar a execução de obras, não permitindo que se lave a cara às ruas e que se ignore o que fica por baixo, hipotecando o futuro das obras realizadas.

Estaremos sempre atentos aos problemas e proporemos as soluções que consideramos ser as mais adequadas.

Na qualidade de presidente de Junta, não validarei orçamentos municipais que contrariam os interesses das freguesias; votarei contra, orçamentos municipais que exigem o pagamento de impostos pelas taxas mais elevadas.

A eleição dos candidatos da CDU vem favorecer as freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta com um projeto assente na experiência do que de melhor se tem feito nas autarquias do País, sob a gestão da CDU, a dinâmica e a vontade de trabalhar, o interesse pelo bem-estar dos fregueses, a preocupação pelo bem comum e não para benefício próprio.

Os candidatos da CDU priorizam o bem comum aos egos, ambições e objetivos pessoais. Os candidatos da CDU discutem com as populações a resolução dos seus problemas, valorizam a discussão coletiva e não as vontades pessoais, como ponto de partida para resolver os problemas. Os candidatos da CDU não impõem pretensas soluções sem conhecer a opinião dos que serão abrangidos por elas. Os candidatos da CDU estão aptos para fazer do Cartaxo e de Vale da Pinta um sítio melhor para todos vivermos. O voto na CDU é o voto do povo para o povo.

* União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta
A União de Freguesias Cartaxo e Vale da Pinta foi criada pela da Lei 11/2013, de 28 de janeiro, que deu cumprimento à obrigação de reorganização administrativa do território das freguesias constante da Lei 22/2012, de 30 de maio. Esta união de freguesias tem uma área de 28,23 Km2, com cerca de 12 mil habitantes e uma densidade populacional de 448,6 hab/km2.

Pode gostar também