Termómetro de Esquerda #11

O termómetro de esquerda é um espaço de opinião de Vasco Miguel Casimiro. Um espaço que será local, regional, por vezes nacional e até internacional. Um espaço de reflexão, de partilha, que não pretende ser imparcial nem unânime.

↑ Homenagem a José “Mimoso”
Durante o mês de julho, por ocasião da 87.ª edição do Colete Encarnado, realizada em Vila Franca de Xira, foi escolhido o campino José “Mimoso”, pelos seus pares e devido ao seu trabalho na campinagem, para a grande homenagem anual ao campino, personagem central do Ribatejo. Com fortes raízes no Cartaxo, José “Mimoso”, um pastor de gado bravo como gosta de se assumir, é uma figura habitual e presente no quotidiano diário do Cartaxo, e é normal encontrá-lo nas ruas da cidade com o seu traje de trabalho.

Os meus parabéns e felicitações ao Sr. José “Mimoso” e à sua família pela merecida distinção e pela sua vida dedicada às lides ribatejanas.

↑ Patrícia Silva e Martim Botelho
O desporto juvenil tem trazido muitas alegrias e bons resultados para o concelho do Cartaxo, ao longo da presente época desportiva.

Nas últimas semanas, entre os vários destaques desportivos da nossa terra, sublinho Patrícia Silva, atleta a competir pelo Sport Lisboa e Benfica, que participou recentemente nos Europeus Sub-23, na Suécia, tendo alcançado um 6.º lugar na classificação final dos 1500 metros. Há poucos dias, nos campeonatos de Portugal, conseguiu sagrar-se campeã dos 800 metros, no ano de 2019.

Merece, também, destaque o ginasta Martim Botelho, do Ateneu Artístico Cartaxense, que se apurou para o campeonato mundial por idades, na modalidade de trampolim sincronizado, que se irá realizar no Japão, no final do presente ano, sendo acompanhado na prova pelo atleta tomarense Bruno Vasconcelos.

Mais artigos
1 De 241

↓ Volta a Portugal sem o Cartaxo
Se há modalidade desportiva que faz vibrar os cartaxeiros, essa modalidade é o ciclismo. Figuras ímpares, históricas e relevantes do ciclismo, espalhadas pelas várias freguesias do nosso concelho, onde José Maria Nicolau e Alfredo Trindade deram corpo à rivalidade histórica entre o Sport Lisboa e Benfica e o Sporting Clube de Portugal e onde Marco Chagas é o maior embaixador. O Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, que vem resistindo às dificuldades dos últimos tempos, com trabalho de qualidade nas suas vertentes de formação e competição juvenil. Inúmeros grupos desportivos, formais e informais, associados aos desportos de bicicleta, que levam o nome do Cartaxo por todo o país e além fronteiras. Por estes resumidos motivos e por muito mais, a nossa terra merece estar, de forma assídua, no mapa da Volta a Portugal.

Em 2017, o Cartaxo viu passar a Volta a Portugal, tendo instalada uma meta-volante junto ao Centro Cultural, numa etapa entre Vila Franca de Xira e Setúbal. Em 2018, a Volta a Portugal do Futuro, com as jovens promessas da modalidade, foi a única a passar pelo concelho. Em 2019, na 81.ª Volta a Portugal, existindo uma etapa entre Santarém e Castelo Branco, no dia 3 de agosto, não veremos os ciclistas passarem pela nossa terra.

O Cartaxo é terra de vinho, é terra de teatro e fandango e muito mais, mas… o Cartaxo é terra de ciclismo!

*Artigo publicado na edição de agosto do Jornal de Cá.

Pode gostar também
Comentários
Loading...