Termómetro de Esquerda #11

O termómetro de esquerda é um espaço de opinião de Vasco Miguel Casimiro. Um espaço que será local, regional, por vezes nacional e até internacional. Um espaço de reflexão, de partilha, que não pretende ser imparcial nem unânime.

↑ Homenagem a José “Mimoso”
Durante o mês de julho, por ocasião da 87.ª edição do Colete Encarnado, realizada em Vila Franca de Xira, foi escolhido o campino José “Mimoso”, pelos seus pares e devido ao seu trabalho na campinagem, para a grande homenagem anual ao campino, personagem central do Ribatejo. Com fortes raízes no Cartaxo, José “Mimoso”, um pastor de gado bravo como gosta de se assumir, é uma figura habitual e presente no quotidiano diário do Cartaxo, e é normal encontrá-lo nas ruas da cidade com o seu traje de trabalho.

Os meus parabéns e felicitações ao Sr. José “Mimoso” e à sua família pela merecida distinção e pela sua vida dedicada às lides ribatejanas.

↑ Patrícia Silva e Martim Botelho
O desporto juvenil tem trazido muitas alegrias e bons resultados para o concelho do Cartaxo, ao longo da presente época desportiva.

Nas últimas semanas, entre os vários destaques desportivos da nossa terra, sublinho Patrícia Silva, atleta a competir pelo Sport Lisboa e Benfica, que participou recentemente nos Europeus Sub-23, na Suécia, tendo alcançado um 6.º lugar na classificação final dos 1500 metros. Há poucos dias, nos campeonatos de Portugal, conseguiu sagrar-se campeã dos 800 metros, no ano de 2019.

Merece, também, destaque o ginasta Martim Botelho, do Ateneu Artístico Cartaxense, que se apurou para o campeonato mundial por idades, na modalidade de trampolim sincronizado, que se irá realizar no Japão, no final do presente ano, sendo acompanhado na prova pelo atleta tomarense Bruno Vasconcelos.

Ler
1 De 413

↓ Volta a Portugal sem o Cartaxo
Se há modalidade desportiva que faz vibrar os cartaxeiros, essa modalidade é o ciclismo. Figuras ímpares, históricas e relevantes do ciclismo, espalhadas pelas várias freguesias do nosso concelho, onde José Maria Nicolau e Alfredo Trindade deram corpo à rivalidade histórica entre o Sport Lisboa e Benfica e o Sporting Clube de Portugal e onde Marco Chagas é o maior embaixador. O Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, que vem resistindo às dificuldades dos últimos tempos, com trabalho de qualidade nas suas vertentes de formação e competição juvenil. Inúmeros grupos desportivos, formais e informais, associados aos desportos de bicicleta, que levam o nome do Cartaxo por todo o país e além fronteiras. Por estes resumidos motivos e por muito mais, a nossa terra merece estar, de forma assídua, no mapa da Volta a Portugal.

Em 2017, o Cartaxo viu passar a Volta a Portugal, tendo instalada uma meta-volante junto ao Centro Cultural, numa etapa entre Vila Franca de Xira e Setúbal. Em 2018, a Volta a Portugal do Futuro, com as jovens promessas da modalidade, foi a única a passar pelo concelho. Em 2019, na 81.ª Volta a Portugal, existindo uma etapa entre Santarém e Castelo Branco, no dia 3 de agosto, não veremos os ciclistas passarem pela nossa terra.

O Cartaxo é terra de vinho, é terra de teatro e fandango e muito mais, mas… o Cartaxo é terra de ciclismo!

*Artigo publicado na edição de agosto do Jornal de Cá.

Isuvol
Pode gostar também